in

Farfetch dispara ventas em 90%

Foto nikkimeel/Shutterstock

A Farfetch concluiu o primeiro trimestre com um crescimento das vendas de 90%, para os 370,4 milhões de euros.

Mas a empresa de e-commerce, propriedade do português José Neves, também aumentou os prejuízos, que engordaram para os 88,3 milhões de euros, face aos 86,7 milhões de euros do período homólogo de 2019. A Farfetch assinala as taxas de câmbio como o fator que contribuiu para o crescimento das perdas.

O volume bruto de mercadorias também cresceu, cerca de 45,7%, impulsionado pelo New Guards Group, adquirido em agosto do ano passado e que controla marcas como Off White ou Open Ceremony.

Durante os primeiros três meses do ano, foram reforçadas as relações com o sector do luxo, com o estabelecimento de alianças com empresas como a Balmain e o lançamento do e-commerce da cadeia britânica de grandes armazéns Harrods.

Publicidade

Mais de metade dos anunciantes reduziu investimento

Mais de metade dos anunciantes reduziu investimento

Nueva Pescanova reforça o seu compromisso com a sustentabilidade dos oceanos

Nueva Pescanova reforça o seu compromisso com a sustentabilidade dos oceanos