in

Europa deve continuar a apoiar o sector cervejeiro

Foto Shutterstock

A Brewers of Europe, organismo sem fins lucrativos que representa mais de 12 mil cervejeiros, afirma que a Europa deve continuar a apoiar o sector da cerveja enquanto o continente enfrenta mais uma vaga de pandemia de Covid-19.

O apelo surge numa altura em que a Brewers of Europe divulga o seu Relatório Europeu de Tendências da Cerveja, que revelou dados sobre o declínio global das vendas de cerveja no primeiro ano da pandemia. As estatísticas mostram que as vendas combinadas em 31 mercados europeus caíram, em 2020, de 385,5 para 354,5 milhões de hectolitros, o equivalente a uma queda de mais de três mil milhões de litros, o que representa um colapso de mais de 8% nas vendas de cerveja.

O sector cervejeiro continua a ser afetado pela baixa confiança dos consumidores e pelas restrições em toda a Europa devido à pandemia.

 

Recuperação

Quando olhamos para o futuro, temos de garantir que os cervejeiros têm terreno sólido para recuperar. A indústria da cerveja faz parte de uma cadeia complexa que envolve muitas empresas. Um apoio concreto e a longo prazo irá ajudá-los a recuperar ou manter as suas operações. Os governos precisam de intervir com medidas para fazer face ao impacto económico negativo da pandemia. Com o apoio direcionado, a o sector cervejeiro pode contribuir para a recuperação da economia, trazer as muito necessárias receitas governamentais e impulsionar empregos ao longo de toda a cadeia de valor. Bares e pubs podem voltar a ser pilares da comunidade local e, com ela, da economia“, afirma o secretário-geral da Brewers of Europe, Pierre-Olivier Bergeron.

 

Sector

O relatório de 2021 abrange os 27 Estados-membros da União Europeia, juntamente com a Noruega, Suíça, Turquia e Reino Unido. Em 2020, houve uma queda média de 40% nas vendas de cerveja no canal Horeca, uma perda marginalmente recuperada pelas vendas a retalho.

O relatório assinala ainda que o ímpeto empreendedor testemunhado no sector também chegou ao fim, em 2020. Entre 2014 e 2019, mais de 1.000 novos cervejeiros abriram atividade anualmente em toda a Europa. No final de 2020, existiam cerca de 12.473 fábricas de cerveja ativas em toda a Europa, com apenas 225 novas fábricas de cerveja abertas nos últimos 12 meses.

Publicidade

Economia

Economia mundial ultrapassa os 100 biliões de dólares em 2022

Comércio local

Relocalização e conveniência na base da recuperação do retalho pós-Covid