in ,

Empresário irlandês leva McDonald’s a “perder” Big Mac

A batalha legal entre a Supermac’s, cadeia de fast-food irlandesa fundada por Pat McDonaugh, e a  McDonald’s durava há mais de quatro anos. Tudo porque a multinacional norte-americana se opôs ao uso pela empresa irlandesa da marca Supermac, alegando que poderia ser confundida com Big Mac.

Agora, Pat McDonaugh, que batizou a sua empresa com a alcunha pela qual era conhecido quando era adolescente, pode expandir a marca para lá da Irlanda. A Supermac’s, criada em 1978, conta atualmente com 106 estabelecimentos na Irlanda e Irlanda do Norte.

O organismo da União Europeia considerou que a McDonald’s não provou a utilização genuína de  “Big Mac” – que se tornou uma marca registada em 1996 – como um hambúrguer ou nome de restaurante.

Estamos encantados. É uma vitória única quando enfrentamos os ‘arcos dourados’ [referência ao logótipo da McDonald’s] e ganhamos“, afirma Pat McDonaugh, citado pelo The Guardian. “Eles registaram a marca SnackBox, que é um dos produtos mais populares da Supermac’s, apesar de não disponibilizarem o produto. A União Europeia basicamente afirma que ou usam a marca ou perdem-na“, referiu Pat McDonaugh. “É um triunfo para os pequenos negócios. Impede as grandes empresas de registarem marcas sem intenção de as usarem“, acrescentou o empresário de 65 anos.

Em comunicado, citado pelo jornal britânico, a Supermac’s afirma ter vencido “uma batalha entre David e Golias contra ‘bullying’ de marcas por uma multinacional poderosa“.

A McDonald’s, que pode ainda recorrer da decisão do EUIPO, não respondeu ao pedido de um comentário por parte do jornal britânico.

Publicidade

Estudo da DHL revela estratégias logísticas de sucesso para entregas last mile

Nestlé lança cereais com ingredientes de origem biológica