in

El Corte Inglés lança um plano de outlets em Espanha

O El Corte Inglés vai apostar num plano de outlets, tendo como objetivo salvar os centros que dão prejuízo. A notícia é avançada pelo jornal digital espanhol El Confidencial.

Segundo aquela publicação, uma quarta parte dos centros comerciais do gigante de distribuição registam perdas estruturais, mas a hipótese de fecho está fora de questão “por razões de imagem corporativa”.

A tábua de salvação destes centros comerciais passa assim por outlets, apoiados no prestígio da própria marca. O El Corte Inglés estará, inclusive, a olhar para o exemplo da cadeia norte-americana Value Retail, que tem em Espanha a Roca Village em Barcelona e as Las Rozas Village em Madrid.

Ainda segundo aquela publicação, o El Corte Inglés deverá fechar o mês de fevereiro, altura em que encerra o exercício de 2016, com um crescimento dos lucros de 34%, já que as vendas terão crescido apenas 4,3% face ao exercício de 2015. Ainda segundo o El Confidencial, o que impede o El Corte Inglés de recuperar para níveis anteriores à crise é precisamente a situação de um quarto dos centros comerciais que registam perdas constantes e cuja solução passa por medidas drásticas. A maioria destes centros comerciais que estarão a dar problemas ao El Corte Inglés foram lançados a partir do ano 2000.

Estas medidas terão, de resto, já estado em cima da mesa da empresa sob a liderança de Isidoro Álvarez, mas terão sido rejeitadas pelo anterior presidente, precisamente, porque terão sido lançados durante o seu mandato. Mas as novas tendências de consumo e a perda de afluência aos centros comerciais terá levado o atual presidente, Dimas Gimeno, e as filhas de Álvarez a estudar o que fazer ao futuro de até 21 dos seus atuais 100 pontos de venda.

De referir que o El Corte Inglés está presente em Portugal com duas lojas, uma em Lisboa e outra em Vila Nova de Gaia.

Publicidade

Peugeot estuda possível aquisição da Opel

ASAE regista aumento de não conformidades em 2015