in

El Corte Inglés compra mais de 250 milhões de euros a fornecedores portugueses

O volume de compras em Portugal do El Corte Inglés atingiu, este ano, máximos que ultrapassam os 250 milhões de euros.

Este volume de compras inclui produtos e marcas portuguesas e, também, compras a fabricantes portuguesas de produtos que, posteriormente, são incluídos nas coleções das várias marcas próprias do El Corte Inglés. Neste momento o El Corte Inglés conta com mais de 50% de fornecedores portugueses.

Dados avançados por ocasião da comemoração dos 15 anos da entrada do El Corte Inglés em Portugal, assinalada esta esta quarta-feira, 23 de novembro, com a abertura da primeira loja em Lisboa. Na altura, o El Corte Inglés de Lisboa surgiu como uma “aposta clara em dotar a cidade de um equipamento inexistente até à data, uma vez que o conceito comercial dos grandes armazéns é diferente dos formatos de que Lisboa dispunha nas suas muitas superfícies comerciais. Hoje, o El Corte Inglés continua a ser único no seu formato e os resultados têm demonstrado que os clientes continuam a valorizar as vantagens que exibe”.

O investimento total, incluindo a construção do edifício onde se encontram a loja e os escritórios onde funciona a estrutura central, ascendeu, em 2001, a 250 milhões de euros. A empresa, que conseguiu alcançar resultados positivos desde o primeiro ano da sua atividade, conta hoje com dois grandes armazéns (Lisboa e Gaia) e seis supermercados da insígnia Supercor, além de outros formatos de menor dimensão. O grupo opera ainda no mercado português nas áreas das viagens, informática, centros de oportunidades, moda e bricolage. No ano passado, atingiu um volume de negócios de 429 milhões de euros, com resultados que ultrapassaram os 19 milhões.

O Grupo El Corte Inglés mantém a sua intenção de prosseguir o ritmo de crescimento no mercado português e tem, para isso, adaptado a sua estrutura central de compras, serviços, operações, marketing, recrutamento e formação de pessoal. Além, disso, criou uma nova estrutura de comércio digital. Para 2017, os grandes armazéns de Lisboa preparam uma ação de reforma e de introdução de novidades comerciais, com um investimento associado “muito substancial”.

Há 15 anos, a empresa tinha contratado 2000 trabalhadores, dos quais mais de 200 eram chefias. O quadro de pessoal foi recrutado e envolvido em ações de formação ao longo dos dois anos anteriores, tendo sido investidos na altura, e só em formação, mais de 20 milhões de euros. Hoje, o número de empregados também cresceu, ultrapassando agora os três milhares, destacando-se o facto de uma grande percentagem, mais de 800, terem participado na preparação da inauguração. As ações de formação continuam a representar um grande investimento da empresa, recebendo cada empregado, em média, 60 horas de formação em cada ano.

Para celebrar esta ocasião, o El Corte Inglés preparou um conjunto de ações promocionais e festejará, junto com os seus clientes e centenas de fornecedores, esta ocasião especial.

Publicidade

Tivoli Audio apresenta nova coleção

Friday Chic Gin é a bebida oficial do Evolution Lisboa Hotel