DS Smith
DS Smith, Blunham, U.K. Friday, Aug. 23, 2019. Photographer: Jason Alden Photographer: Jason Alden www.jasonalden.com 0781 063 1642
in

DS Smith anuncia que irá reduzir em 40% as emissões de CO2 até 2030

A DS Smith anunciou o seu compromisso com os Science Based Targets (SBTi), o que significa que irá reduzir em 40% as emissões de CO2 por tonelada de produto, até 2030, em comparação com os níveis de 2019. Além disso, fixou uma meta para atingir as zero emissões líquidas, até 2050.

Estes objetivos serão validados pela iniciativa Science Based Targets para garantir a conformidade com o estabelecido no Acordo de Paris. Para sublinhar ainda mais o seu compromisso, a DS Smith anunciou também a sua adesão à campanha Race to Zero da Organização das Nações Unidas. Para alcançar estes objetivos, a empresa especializada em packaging adotará uma série de soluções, como a utilização de biomassa e biogás locais, e de energias renováveis, como a eólica e a solar.

 

Redução das emissões

Em 2017, a DS Smith anunciou o seu objetivo de reduzir as emissões de CO2 por tonelada de produto em 30%, até 2030, em comparação com os dados de 2015. Como parte de um esforço coordenado nas suas mais de 250 fábricas em todo o mundo, a empresa conseguiu uma redução de 23%, até ao final de 2020, o que a coloca à frente dos seus próprios planos.

A DS Smith alcançou estes marcos graças ao investimento em tecnologia pioneira, nomeadamente em soluções de transformação de resíduos em energia, instalações de cogeração energética de última geração e atualizações de equipamento, desde novas caldeiras a iluminação LED. Também aumentou a utilização de fontes de energia renováveis, como o biogás e a biomassa, e melhorou a forma como usa a energia para reduzir as emissões de gases com efeito de estufa.

Miles Roberts, Group Chief Executive da DS Smith, afirma que “é amplamente sabido que a indústria pesada é um dos sectores mais desafiantes, em termos de descarbonização, mas estamos empenhados em fazer a nossa parte, tomando medidas para alcançar a neutralidade de carbono com um plano e uma rota bem definidos. Produzimos packaging sustentável à base de fibra totalmente reciclável e acreditamos que, através da nossa liderança na economia circular e na ação climática, estamos numa posição única para ter um impacto real e ajudar a mitigar o aquecimento global. Já progredimos muito na redução das emissões de carbono como parte da nossa abordagem de sustentabilidade a longo prazo, mas sabemos que necessitamos de fazer muito mais. É por isso que não só estabelecemos metas climáticas ambiciosas, como também reforçamos o nosso compromisso de disponibilizar mais soluções circulares aos nossos clientes e à sociedade em geral. Estou extremamente orgulhoso de toda a nossa equipa por conseguir que isto aconteça”.

 

Economia circular

Além do compromisso com a ação climática, a DS Smith anunciou, recentemente, um investimento de 116 milhões de euros em I&D e inovação para impulsionar o seu trabalho em torno da economia circular.

Este novo investimento reforça a estratégia de sustentabilidade Now and Next, baseada na economia circular, em que a DS Smith se compromete a produzir embalagens 100% recicláveis ou reutilizáveis, até 2023, e a retirar mil milhões de artigos de plástico problemático das prateleiras dos supermercados, até 2025.

plástico

Auchan cria a sua própria central de compras

João Miranda, empresário

João Miranda deixa cargo de chairman da Frulact