cosmética
in

Dove e The Body Shop pedem à UE que mantenha a cosmética livre de testes em animais

Dove e The Body Shop juntaram-se à PETA, Cruelty Free Europe, HSI, Eurogroup for Animals e à ECEAE (representando um total de 100 organizações de 26 estados membros da UE), para mobilizar, urgentemente, 1 milhão de cidadãos europeus, de forma a salvaguardar a cosmética livre de crueldade animal na Europa, após ameaças à proibição de testes em animais para fins cosméticos, imposta pela UE anteriormente.

Em 2004, após décadas de campanhas feitas por consumidores, organizações de proteção dos animais e empresas, a União Europeia baniu os testes de cosméticos em animais. Em 2009, proibiu os testes de ingredientes de cosmética em animais e finalmente, em 2013, proibiu a venda de cosméticos testados em animais. A abordagem da UE tornou-se num modelo para a alteração regulamentar de vários países por todo o mundo.

No entanto, os recentes requerimentos de testes por parte da Agência Europeia dos Produtos Químicos (ECHA) destroem completamente estas proibições e ameaçam o progresso adicional que o Parlamento Europeu tem vindo a defender, corajosamente, desde 2018 – uma proibição global de todos os testes de cosméticos em animais até 2023.

 

Campanha

The Body Shop tem feito uma campanha implacável contra a prática de testes em animais para fins cosméticos desde 1989 – ajudando a liderar o movimento que levou à proibição atual na Europa.

Já a Dove trabalha há mais de 15 anos para mudar a indústria da beleza para melhor, começando com a “Campanha pela Beleza Real” e lançando o maior programa de autoestima a nível global. Como marca, certificada como Cruelty-free, a Dove tem apoiado todas as proibições globais de testes em animais, um pouco por todo o mundo, trabalhando lado a lado com entidades promotoras de leis, organizações de proteção animal e empresas com a mesma visão, para atingir este objetivo.

As duas marcas de beleza uniram agora forças para incentivar os consumidores a agir, com o objetivo de salvar a proibição europeia de testes em animais, assinando uma Iniciativa de Cidadania Europeia – um mecanismo para os cidadãos da UE ajudarem a moldar a Europa, propondo a criação de novas leis à Comissão Europeia; assim que uma iniciativa atinge um milhão de assinaturas, a Comissão decide as ações a tomar.

 

Testes em animais

A ECHA está a propor testar novamente em animais produtos que já são considerados seguros.

A ECHA pede novos testes em animais, para ingredientes que são já usados pelos consumidores e manuseados em fábricas de forma segura há muitos anos, mesmo aqueles utilizados em exclusivo para cosmética. Se este requerimento prosseguir, milhões de animais podem ser submetidos a testes cruéis quando existem outras alternativas para obter dados seguros.

Os testes em animais “já não são necessários para garantir a segurança, graças às modernas alternativas científicas sem crueldade animal e relevantes para o ser humano, que têm vindo a ser usadas e desenvolvidas pelos cientistas da área“, garantem as marcas em comunicado.

 

Iniciativa de Cidadania Europeia

Unidos numa só voz para acabar com os testes em animais na cosmética, The Body Shop, Dove e várias organizações de proteção dos animais, apelam a que os consumidores assinem a Iniciativa de Cidadania Europeia, com várias exigências à União Europeia.

Primeiro, proteger e fortalecer a proibição de testes em animais para fins cosméticos. Nomeadamente, iniciando mudanças legislativas para garantir a proteção dos consumidores, trabalhadores e do ambiente, relativamente a todos os ingredientes cosméticos, sem novos testes em animais, seja em que circunstâncias for.

Em segundo lugar, transformar a regulação de químicos da UE, ou seja, assegurar que a saúde humana e o ambiente estão protegidos, gerindo os químicos sem qualquer adição de novos requerimentos de testes em animais.

Por último, modernizar a ciência regulatória na UE. Comprometer-se, antes do final do mandato em curso, a apresentar uma proposta legislativa que trace um caminho para a eliminação progressiva de todos os testes em animais na UE.

Juntos, querem conseguir 1 milhão de assinaturas em tempo recorde, de forma a enviar uma mensagem clara de que as exigências da ECHA para novos testes rompem com a política de testes em animais como último recurso, apoiada pela Comissão Europeia, e vão contra os desejos dos cidadãos da UE.

Os cidadãos europeus podem assinar a Iniciativa aqui e “dizer à Comissão Europeia que não aceitam que quebrem a promessa de uma Europa onde os animais já não sofrem, nem morrem por cosméticos”.

Europastry

Europastry distinguida com o estatuto Inovadora Cotec 2021

verão

Portugueses gastaram mais no verão de 2021 mas ainda não regressaram aos números pré-Covid