in

Dona da Conforama reconhece que a sua situação financeira é muito difícil

A multinacional sul-africana Steinhoff International Holdings, proprietária, entre outros ativos, da Conforama e da empresa de aluguer de veículos Hertz, reconheceu perante os seus acionistas que a sua situação financeira continua a ser “muito difícil” e assegurou que está a tentar renegociar a dívida com os credores.

O grupo está envolvido com os seus credores nos grupos de dívida – a sua dívida divide-se em quatro ‘clusters’ – para criar uma janela de estabilidade e desenvolver um plano de reestruturação”, indicou a empresa.

A Steinhoff confirma que a situação financeira é complicada, uma vez que, até agora, tinha vindo a apoiar-se nos desinvestimentos para obter financiamento, o que “não é sustentável”.

Proprietária de mais de 40 marcas de retalho, a Steinhoff enfrentou, a 5 de dezembro, uma crise de liquidez que a levou a perder praticamente todos os fundos disponíveis, depois de admitir a deteção de uma série de irregularidades contabilísticas. A PwC foi encarregue de investigar estas irregularidades, trabalho que deverá estar concluído no final de 2018.

Desde o início deste escândalo contabilístico, os ativos cotados em bolsa perderam 90% do seu valor.

Publicidade

Publicidade

Bruxelas quer um comércio a retalho mais aberto, integrado e competitivo

Worten seleciona ICP como parceiro logístico em Espanha