in

Contínua incerteza económica leva à emergência dos “caça-promoções” como grupo estratégico de consumidores

No final de 2020, as taxas de desemprego, a nível global, deverão mais que triplicar devido aos efeitos da Covid-19. Isto irá afetar o comportamento de consumo, levando à emergência dos “caça-promoções”, o grupo mais afetado pelas alterações nos preços.

De acordo com a GlobalData, 21% destes consumidores reportam que estão empregados, mas o seu rendimento reduziu devido à pandemia. Outros 10% estão desempregados como consequência do novo coronavírus. “À medida que o número de caça-promoções continua a crescer com a pandemia, é importante que as marcas encontrem novas estratégias que acomodem as necessidades deste grupo de consumidores, por exemplo, destacando a sua estratégia de preços e promoções. Muitas marcas têm sido acusadas de beneficiar com a Covid-19, pelo que as estratégias de redução dos preços irá assegurar uma confiança de longo prazo por parte dos consumidores pós-Covid”, afirma Ramsey Baghdadi, Consumer Analyst na GlobalData.

 

Perfil

A maioria dos “caça-promoções” são lares jovens com crianças com menos de 18 anos (53%) ou onde vivem três ou mais pessoas (62%), o que reflete a sua necessidade de uma gestão rigorosa do orçamento familiar.

In terms of living conditions, the majority of bargain hunters are young parents with children under 18 (53%) or have three or more people living at the household (62%).

Publicidade

centros comerciais

Vendas das lojas em centros comerciais têm vindo a recuperar

Grohe

2020 coloca higiene sob uma nova luz