in

Comércio retalhista europeu pode perder 4.000 milhões de dólares devido ao coronavírus

Espera-se que os retalhistas europeus percam mais de quatro mil milhões de dólares devido à interrupção da atividade devido à emergência sanitária causada pela Covid-19, estima a LearnBonds. 

As perspetivas são de que a Alemanha seja o país mais afetado, com perdas de vendas superiores a 913 milhões de dólares. Por seu turno, a França e o Reino Unido perderão mais de 860 milhões de dólares.

Os dados da Statista mostram que, no período compreendido entre 14 e 21 de março, a afluência às zonas comerciais alemãs caiu drasticamente, devido ao surto do coronavírus no país. O número de pessoas que acorreram às lojas nas três ruas comerciais mais concorridas da Alemanha – Zeil, em Frankfurt, Georgstraße, em Hanôver, e Königstraße, em Estugarda – diminuiu entre cinco e sete vezes durante esse período.

Além disso, os shoppers europeus reduziram substancialmente os gastos. No mês passado, 49% dos consumidores franceses reduziram o seu gasto diário nas lojas devido à pandemia, pelo que se espera que o país perca mais de 558 milhões de vendas no retalho.

As estatísticas mostram, ainda, que 32% dos britânicos também reduziram drasticamente os gastos. O mau tempo em fevereiro manteve os shoppers em casa, o que levou à queda das vendas ainda antes do início do surto da Covid-19. Segundo os dados estatísticos nacionais, naquele mês, as vendas caíram 0,3%. Com o encerramento das lojas, algumas semanas depois, devido à epidemia, as vendas a retalho no Reino Unido terão caído valores recorde.

Nova garrafeira na Uber Eats

Nortada e Dott entregam cerveja em casa com descontos