in

Comércio digital global cresce 58% no 1.º trimestre

Retalhistas e consumidores continuam a utilizar os canais online impulsionados pela pandemia Covid-19

Foto Shutterstock

As receitas digitais globais cresceram 58%, no primeiro trimestre de 2021, impulsionadas pela combinação do crescimento geral do tráfego online (27%) e o aumento dos gastos dos consumidores em sites (31%). Esta é uma das principais conclusões do “Q1 Shopping Index” da Salesforce, que analisa como a pandemia global continua a moldar e a influenciar o comportamento de compra dos consumidores em todo o mundo.

Com dados recolhidos de mais de mil milhões de compradores, no primeiro trimestre, e fazendo uma comparação com o mesmo período do ano anterior, o crescimento global na indústria do comércio digital tem sido impulsionado pela pandemia e os bloqueios resultantes do confinamento. O relatório destaca também a utilização dos dispositivos móveis, cujo tráfego mais do que duplicou face aos computadores, onde também houve um aumento do tráfego, embora menos expressivo. O gasto médio global também aumentou, em comparação com 2020, embora tenha caído em todo o mundo desde o segundo semestre do último ano.

No que se refere às categorias de produto que obtiveram um maior crescimento no primeiro trimestre, destacam-se os artigos desportivos (101%), eletrodomésticos (96%) e malas de luxo (95%). As categorias que apresentaram um menor crescimento neste período foram as de roupa desportiva (42%), decoração e artigos para o lar (40%) e bolsas e malas comuns (8%).

 

Papel da loja

Com os retalhistas e os consumidores a utilizarem os canais online em resposta à pandemia, os dados do primeiro trimestre indicam que os hábitos formados ao longo do ano, e durante o período de férias de 2020, vieram para ficar. Com alguns países a reabrirem e a darem seguimento às suas medidas de desconfinamento, retalhistas e empresas terão de repensar o papel da loja e como esta pode servir como uma componente fundamental da experiência de compra digital em 2021. “O crescimento do comércio digital, durante o primeiro trimestre, é um sinal de que os retalhistas necessitam de continuar a dimensionar os seus investimentos no digital, enquanto reorientam a experiência em loja. Em última análise, as lojas devem oferecer um equilíbrio entre experiências imersivas e sem contacto, para dar resposta às diferentes necessidades dos consumidores”, explica Rob Garf, VP and GM, Retail da Salesforce.

Aceda aqui para consultar mais detalhes do Shopping Index da Salesforce.

Publicidade

Super Bock oferece a primeira cerveja de pressão do desconfinamento

Rádio Popular

Rádio Popular inaugura loja de dois mil metros quadrados em Évora