in

Colaboração no transporte e partilha de informação vão determinar a logística do futuro

A colaboração no transporte (39,4%) e a troca de informação estandardizada (32,5%) são dois aspetos essenciais que irão determinar a logística do futuro. Assim revela o IX Barómetro Círculo Logístico da SIL 2018, um estudo onde participaram 1.067 diretores de logística e Supply Chain espanhóis.

Outros dados revelados pelo estudo são a colaboração no armazenamento (25,12%), que ocupa o terceiro lugar deste ranking, e também a flexibilidade multicanal, a automatização, a visibilidade da cadeia de abastecimento, o e-commerce, o Data Sharing e a Internet das Coisas.

O estudo indica que, para 32,9% dos inquiridos, o principal atributo que um bom diretor logístico deve ter é ser inovador, seguindo-se a sua qualidade analítica, com 27,7% das respostas. A capacidade de negociação é destacada por 18,1% dos inquiridos e o facto de ter empatia também é valorizado (15,1%). Os inquiridos consideram ainda que deve ser paciente (8,1%), atributo que aumentou em 1,5% face ao barómetro anterior.

A atividade logística mais subcontratada é o transporte, com 96,4% das respostas, seguindo-se a distribuição (55,45%). Os sectores do têxtil e retalho, com 99,2%, são os que mais subcontratam o serviço de transporte e no extremo oposto está a tecnologia e a eletrónica, com 88,6%. No que se refere à distribuição, os principais clientes são também o têxtil e o retalho, com 61,8%. Como atividades mais subcontratadas estão ainda o serviço de embalagem (26,9%), a manutenção e gestão de stocks (19,7%), a automatização de sistemas (17,6%), a produção (9,8%) e as compras (3,6%).

A análise indica que a qualidade continua a ser o aspeto mais valorizado pelos diretores logísticos no ato da subcontratação de um serviço (78,6%), seguindo-se a poupança, que sobe 4,3% para os 54,7%, a experiência e confiança no fornecedor (54,2%), a sua flexibilidade (32,3), a especialização (29,7%), a rapidez (26,6%), a otimização empresarial (13,5%) e os recursos humanos (5,7%).

Publicidade

Publicidade

Portugal leva mais de 370 produtores à maior feira mundial de vinhos

1% das vendas da Amazon em França são de produtos alimentares