in ,

Centros comerciais ultrapassam faturação pré-Covid

De acordo com a Reduniq, os centros comerciais, a nível nacional, cresceram 124% no dia 12 de abril,  face à segunda-feira anterior, um aumento que se justifica pelo facto de, nesta, estes estabelecimentos estarem, na sua maioria, encerrados.

Contudo, a Reduniq faz, ainda, a comparação da faturação dessa segunda-feira, nos centros comerciais, com a média registada nas segundas-feiras de abril de 2019, ou seja, em período de consumo normal. A partir desta análise, verificou-se que os centros comerciais do país cresceram 25%, ficando acima dos valores pré-Covid.

Também algumas categorias específicas dos centros comerciais verificaram aumentos face a 2019, nomeadamente, os negócios de artigos desportivos (116%), perfumaria (84%), sapataria (79%), pronto a vestir (35%) e ourivesaria (21%).

 

Restauração

Por outro lado, a restauração atingiu menos 7% de faturação em relação aos valores de 2019, um resultado que, segundo Tiago Oom, diretor da Reduniq, “poderá dever-se às limitações do número de pessoas nestes estabelecimentos”.

Também os supermercados de centros comerciais decresceram 11%, a par dos cinemas, que, apesar da reabertura, caíram 89% face a 2019.

Os dados recolhidos têm como base o REDUNIQ Insights, a solução de conhecimento que analisa as transações registadas pela rede de aceitação de pagamentos.

Publicidade

Condi

Condi reforça presença no universo online

portugueses

98% dos portugueses vai aproveitar para fazer atividades culturais e de lazer