in

Bruxelas autoriza rotulagem de origem no leite português

Portugal recebeu autorização da União Europeia para aprovar um diploma que torna obrigatório que o leite e os produtos lácteos tenham nas embalagens a menção de origem portuguesa, anunciou o ministro da Agricultura, Capoulas Santos.

Capoulas Santos apontou que, até agora, apenas a França tinha pedido e obtido esta autorização. Portugal torna-se assim, ao fim de cinco meses, o segundo Estado-membro a conseguir essa autorização. “Isto é, irá agora a Conselho de Ministros um diploma que tornará obrigatório em Portugal que o leite e os produtos lácteos ostentem nas respetivas embalagens a menção da origem Portugal. Isto vai ser muito importante, porque o leite português é reconhecidamente de grande qualidade, e entra em Portugal leite de outras origens. Portanto, os consumidores passarão, de uma forma inequívoca, na prateleira dos supermercados, a poder fazer a opção entre o leite produzido em Portugal e leite produzido noutra qualquer origem“, explicou.

O anúncio foi feito após uma reunião de ministros da Agricultura dos 28 e durante uma manifestação de produtores de leite, organizada pelo sindicato European Milk Board, nas imediações da sede do Conselho da União Europeia. Os manifestantes “pintaram” as ruas de branco através do derramamento de quilogramas de leite em pó, como forma de protesto por a Comissão estar a reintroduzir progressivamente no mercado toneladas de leite em pó que armazenou para tentar estabilizar os preços no sector.

Presente na manifestação, o representante da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), José Gonçalves, reconheceu que a medida anunciada pelo ministro da Agricultura é positiva, mas que “não vai resolver o problema concreto de Portugal, porque aquilo que se está a passar é a deslocalização da produção de leite“.

Publicidade

Publicidade

Aprovada a compra da Go Natural pela Sonae

Desperdício alimentar, uma luta de todos