in

Bruxelas atribui 2,5 milhões de euros para promover azeitona de mesa fora da União Europeia

A Comissão Europeia aprovou o orçamento que será alocado em 2019 para a promoção de produtos agroalimentares europeus, tanto no mercado doméstico quanto fora da União Europeia, e que será de 191,6 milhões de euros, 12,5 milhões mais do que em 2018.

Dentro deste orçamento, Bruxelas atribuiu uma parcela de 2,5 milhões de euros para a promoção de azeitona de mesa, que forma parte do montante reservado para programas simples em países terceiros, que juntos somam 75 milhões de euros.

Este orçamento também inclui 25,25 milhões para a promoção de produtos europeus na China, Japão, Coreia e sudeste e sul da Ásia, 22 milhões para o Canadá, Estados Unidos, México e Colômbia e 25,25 milhões para outras áreas geográficas.

Da mesma forma, outra parte de 20 milhões de euros foi reservada para programas simples de promoção de produtos agroalimentares na União Europeia, 43 milhões para programas múltiplos no bloco comunitário e outros 43 milhões para programas múltiplos em países terceiros.

Dentro da própria União Europeia, a atenção está em campanhas que promovem os diferentes esquemas e rótulos de qualidade, incluindo a designação de origem protegida (DOP), indicações geográficas protegidas (IGP) e especialidade tradicional garantida (GTE), bem como produtos orgânicos. Além disso, parte do financiamento é direcionado para certos sectores específicos, como arroz produzido de forma sustentável e frutas e vegetais. Este último foi especificamente selecionado para promover uma alimentação saudável entre os consumidores.

De acordo com Phil Hogan, comissário da Agricultura e Desenvolvimento Rural, “a Europa é o maior produtor mundial de alimentos e bebidas de qualidade. Tenho o prazer de dizer que, com uma maior ênfase nos esforços promocionais em 2019, aumentaremos a consciência deste facto na União Europeia e em países terceiros com elevado potencial de crescimento, em benefício dos nossos agricultores e produtores de produtos agroalimentaresO nosso crescente número de acordos comerciais significa mais oportunidades para os nossos produtores aproveitarem e a comissão apoia-os totalmente na promoção e exportação dos seus produtos“.

Os convites à apresentação de propostas para campanhas específicas serão publicados em janeiro de 2019. Estarão abertos a uma ampla gama de organismos, como organizações comerciais, organizações de produtores e grupos agroalimentares responsáveis por atividades promocionais.

Publicidade

Jerónimo Martins consegue financiamento para abrir mais lojas na Colômbia

Queijo da Mercadona entre os 16 melhores do mundo