in

Brambles alcança meta de pegada de carbono neutra

A Brambles, empresa global de soluções para a cadeia de abastecimento que opera em 60 países através da marca CHEP, tornou-se numa empresa com uma pegada de carbono neutra em todas as suas operações.

Este marco significa uma redução para zero das emissões líquidas de CO2 em emissões diretas com origem na combustão de combustível e em emissões indiretas resultantes da produção de energia adquirida, correspondendo assim ao âmbito 1 e 2 do Protocolo normalizado sobre os gases com efeito de estufa (GEE).

 

Descarbonização de toda a cadeia

A neutralidade carbónica nos âmbitos 1 e 2 é o primeiro passo para a descarbonização de toda a cadeia de abastecimento da Brambles, o que também envolve as emissões geradas pelas operações das empresas subcontratadas (âmbito 3). Para o fazer, a empresa irá definir um objetivo com base científica para as emissões que controla diretamente e que fazem parte da sua cadeia de abastecimento.

Em setembro de 2020, a Brambles anunciou a conclusão bem-sucedida do seu programa de sustentabilidade de cinco anos e o lançamento de um novo, que tem como objetivo tornar a marca pioneira em cadeias de abastecimento regenerativas. Este novo programa inclui o compromisso para com um clima futuro de 1,5°C, alinhado com o Acordo de Paris, e um objetivo de emissões de carbono com base científica para a respetiva cadeia de abastecimento. “Não podia estar mais orgulhoso deste marco“, afirma Graham Chipchase, CEO da Brambles. “Mas o trabalho não acaba por aqui. Temos pela frente o verdadeiro desafio, o de promover junto dos nossos clientes e fornecedores uma pegada de carbono igualmente neutra nas suas operações. Iremos alargar e criar novas parcerias com eles, de modo a impulsionar a economia circular e os melhores produtos e serviços com baixas e zero emissões de carbono disponíveis em toda a nossa cadeia de abastecimento“.

 

Compensação de carbono e energias renováveis

A Brambles tem vindo a reduzir as emissões de carbono há mais de 70 anos, o que inclui uma redução significativa entre 2015 e 2020. Contudo, só é possível alcançar emissões zero com a ajuda das iniciativas de compensação de carbono. É por este motivo que a Brambles já está a compensar as restantes emissões que não podem ser eliminadas através do investimento em projetos de reflorestação, como a reabilitação de pastagens degradadas no Uruguai através da reflorestação, que geram créditos de carbono com certificação Verified Carbon Standard (VCS).

Além disso, recentemente, a Brambles aderiu à 1t.Org Corporate Alliance do Fórum Económico Mundial, uma comunidade intersectorial de empresas que tem como objetivo conservar, restaurar e cultivar um bilião de árvores até 2030.

A aquisição de energias renováveis é também um impulsionador essencial na redução das emissões líquidas para zero. Nos últimos anos, a Brambles fez grandes esforços no sentido de realizar aquisições diretas de eletricidade renovável em muitas das suas regiões, obtendo mais de 70% da energia de fontes renováveis em 2020.

Relativamente à restante energia, a empresa adquire certificados de atributos de energia (EACs) em todo o mundo. Estes certificados atestam que foi gerado e fornecido à rede um determinado número de megawatts-horas de eletricidade a partir de fontes renováveis.

Publicidade

Parque Infantil

Lidl disponibiliza Parque Infantil de Rana beneficiando a comunidade de Cascais

Meu Super Ansião

Ansião recebe nova loja Meu Super