in ,

Ativos físicos continuam a ser valiosos nas estratégias omnicanal

Os ativos físicos, como armazéns e lojas, continuarão a ser valiosos nas estratégias omnicanal mas verão o seu papel transformar-se. Conclusão do estudo “DHL Omni-Channel Logistics Trend Report”, realizado pela DHL, que destaca a cadeia de abastecimento e a logística como chaves para o sucesso da omnicanalidade e essenciais para satisfazer as expectativas dos clientes.

De acordo com o relatório, os armazéns estão a assumir atividades mais diretas e face a face com o cliente, ao passo que as lojas estão a desenvolver capacidades de micro armazenamento. O estudo sublinha a importância da entrega ao cliente final, como uma oportunidade para melhorar a sua experiência e reduzir os gastos de envio.

O investimento numa estratégia omnicanal pode ser difícil para os pequenos retalhistas mas, segundo o relatório, cidades e fornecedores de serviços de logística podem colaborar na criação de plataformas de acesso partilhadas. O estudo afirma que tanto o mercado como os consumidores reconhecem que as tradicionais abordagens de canal não são condizentes com o atual comportamento de compra, o que está a impulsionar uma nova aproximação, onde todos os canais, seja o físico, o online ou o “mobile”, convergem num único ponto integrado.

O trabalho acrescenta, contudo, que apesar da transformação omnicanal ter feito grandes avanços, a maioria das empresas ainda não está preparada para a mesma, persistindo com aproximações que não satisfazem as necessidades dos consumidores. 
“Os consumidores esperam ter acesso à informação em qualquer altura, maior rapidez de entrega e uma experiência de compra personalizada. As empresas não podem atender a essa expectativa se continuarem a utilizar uma abordagem baseada no canal tradicional. Uma estratégia de canal omni é necessária para o sucesso futuro”, sublinha Matthias Heugter, vice-presidente sénior de Estratégia, Marketing e Inovação na DHL Customer Solutions and Innovation.

O gestor explica que, nos próximos três anos, 90% da população mundial terá ligação à Internet de alta velocidade. Nos Estados Unidos da América, 70% a 80% dos consumidores utilizam vários canais antes de tomar a decisão de compra, percentagem que se estima que cresça na maioria dos mercados mundiais.

Segundo a DHL, uma estratégia omnicanal começa com o investimento em sistemas que permitam a visibilidade de todo o stock através de todos os canais.

Publicidade

Grupo Metro fecha exercício com crescimento de 1,5%

Whirlpool entrega petição anti-dumping contra a Samsung e a LG