MOre for a Sustainable Fashion-campanha2
in ,

Até 2025, 30% de toda a coleção da MO será sustentável

No ano em que comemora o seu 25.º aniversário, a MO reafirma o seu compromisso de contribuir para um mundo mais sustentável para todas as famílias e gerações vindouras.

Consciente do elevado impacto que a indústria da moda tem no meio ambiente, a MO lança agora o projeto MOre, umbrela de todas as ações de sustentabilidade da marca. Várias ações e medidas sustentáveis têm vindo a ser implementadas. ao longo dos últimos anos. Agora, com a criação do projeto MOre, a MO vai comunicar e partilhar com todos os seus clientes, de uma forma transparente e recorrente, as principais ações que está a levar a cabo e os seus compromissos neste âmbito.

 

Linha sustentável

Com os olhos postos num futuro mais sustentável para as novas gerações, a marca acaba de lançar que integra no seu fabrico matérias-primas como o algodão orgânico, cultivado com fertilizantes naturais. Depois do lançamento de várias coleções cápsula sustentáveis, como a de maternidade, esta linha assume-se como a primeira sustentável da marca para toda a família, com peças para adulto, criança e bebé.

A identidade do projeto MOre vai abarcar todas as iniciativas de sustentabilidade, inclusive de produto, para o qual foi criada uma etiqueta especial, que permitirá ao cliente identificar as peças sustentáveis.

Até 2025, 30% de toda a coleção deverá ser sustentável, com peças definidas como sendo produzidas com, pelo menos, 50% de matéria-prima orgânica, reciclada e proveniente de fontes sustentáveis, certificadas por entidades de referência a fornecedores de primeira e segunda linha. “Queremos fazer mais e melhor pela moda. Definimos metas ambiciosas para, até 2025, termos, pelo menos, 30% da nossa coleção composta por peças sustentáveis. Vamos fazer parte ativa dessa mudança, com a confiança de que estamos a tomar as decisões certas rumo a um futuro mais equilibrado, transparente e harmonioso. A par do produto, trabalhamos também a sustentabilidade em toda a cadeia de valor da MO, desde as suas lojas, passando pelos escritórios, pela formação das nossas pessoas e pela responsabilidade social. Temos um plano traçado e são várias as iniciativas que vamos partilhar com os nossos clientes, ao longo dos próximos tempos, naquilo que deixou de ser uma tendência e passou a ser uma forma de estar”, afirma Francisco Sousa Pimentel, administrador da MO.

 

Negócio sustentável

Prosseguindo com a melhoria da sua pegada ecológica, a marca prevê ainda uma redução de 69% de emissões de gases com efeitos de estufa, até 2030. “A MO junta a sua voz em prol de um futuro melhor para todas as famílias e, com isto, pretende também inspirar e contribuir para consciencializar sobre a importância de cuidarmos de nós e do planeta. Estamos cientes de que o nosso negócio deve ser conduzido de uma maneira sustentável, a nível económico, social e ambiental”, finaliza Francisco Sousa Pimentel.

Outra prioridade da MO tem passado pela identificação dos materiais plásticos, no produto, embalagem e operação, com vista à sua diminuição. Só em 2020, a marca de moda portuguesa conseguiu uma diminuição de 176 toneladas de plástico em Portugal em relação a 2019. Em 2025, 100% das nossas embalagens de plástico deverão ser reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis.

Adicionalmente, até 2025, a MO quer garantir que um mínimo de 90% dos seus materiais plásticos utilizados seja reciclável e que termina a sua utilização dentro de portas. A marca está a substituir gradualmente, até 2025, os sacos de plástico em loja, sendo que os sacos de plástico atualmente utilizados são 100% recicláveis e incorporam 80% de plástico reciclado.

 

Campanha

Também no âmbito do projeto da economia circular a MO reabre as suas lojas com uma campanha especial, em que convida o cliente a trocar a sua máscara MOxad-tech por uma nova por um euri As máscaras MOxad-tech que se recolhem são classificadas para lhes ser dada uma segunda vida útil.

A MO desenvolveu uma landing page onde serão partilhadas e atualizadas as políticas de sustentabilidade e principais compromissos da marca.

“Não queríamos ser só mais uma bebida, mas sim a bebida de eleição do consumidor português, consciente e preocupado em saber o que consome”

Super Bock oferece a primeira cerveja de pressão do desconfinamento