in ,

Amazon torna-se numa farmácia

Foto MACH Photos/Shutterstock

A Amazon é, agora, também uma farmácia. A empresa de Jeff Bezos está a fazer entregas de medicamentos, incluindo os sujeitos a receita médica, ao domicílio.

Dois anos após a compra da Pillpack, a Amazon integra os medicamentos na gama disponibilizada nos Estados Unidos da América. A empresa já vendia medicamentos não sujeitos a receita médica através da sua plataforma, mas acrescenta, agora, os sujeitos a prescrição.

Os clientes poderão preencher os dados do seu seguro, consultar as suas receitas e escolher entre diferentes opções de entrega e métodos de pagamento. Os membros Prime também beneficiam de descontos e podem comparar os preços dos medicamentos com e sem seguro de saúde. A Amazon Pharmacy também oferece atendimento especializado, com o aconselhamento através de farmacêuticos qualificados disponível as 24 horas do dia, os sete dias da semana.

 

Nova fonte de receitas

Os medicamentos irão oferecer à Amazon uma nova fonte de receitas. As estimativas apontam que, em 2025, as vendas dos serviços de farmácia online atinjam os 131 mil milhões de dólares.

Além disso, a Amazon ganha acesso a informação privilegiada sobre a vida de milhões de consumidores.

Publicidade

AH to go

Albert Heijn aposta no vending

Ebro

Ebro continua a desinvestir de ativos norte-americanos