in

Alívio do confinamento leva a recuperação nas vendas a retalho na zona euro

Foto Shutterstock

As vendas a retalho na zona euro recuperaram particularmente bem, em maio, quando os países começaram a aliviar as medidas de confinamento.

De acordo com os dados do Eurostat, nos 19 países que partilham a moeda única, as vendas a retalho cresceram 17,8%, comparativamente com o mês de abril. Este é o maior crescimento mensal, desde que se iniciaram os registos, em 1999.

Na União Europeia a 27, as vendas cresceram 16,4%.

Apesar da recuperação, as vendas na zona euro ainda estão 5,1% abaixo do mesmo mês de 2019. Contudo, nota a Reuters, a quebra é menor do que a que tinha sido prevista pelos economistas, que estimavam uma descida de 7,5%.

 

Moda com grande recuperação

As vendas de vestuário e calçado tiveram o maior aumento registado em maio cerca de 147%. Não obstante, numa base anual, as vendas ainda estão 50% abaixo.

Publicidade

Luís Simões

Luís Simões reforça relação com fornecedores

Inovação

Marcas que inovam recuperam mais rapidamente da crise