in ,

Alimentação é a área onde os consumidores são mais impulsivos

Foto Shutterstock

De todas as áreas estudadas, a alimentação é aquela onde os consumidores são mais impulsivos. Assim indica estudo “O que nos une é mais do que aquilo que nos separa: tendências e hábitos de consumo na nova era” da Evercom em colaboração com a Universidade Complutense de Madrid.

Todas as faixas etárias afirmam que é nesta indústria que são mais impulsivas quando tomam uma decisão de compra. Concretamente, 38,98% dos inquiridos espanhóis está comprometido com este sector, seguido pela moda e beleza (24,21%), tecnologia (20,67%), saúde e bem-estar (8,07%) e, finalmente, viagens (8,07%), área em que refletem mais.

 

Sustentabilidade

No momento da compra de produtos ou serviços, todas as gerações valorizam positivamente se a marca é sustentável, facto destacado por 66,24%. De acordo com as conclusões do estudo, o sector alimentar volta a destacar-se em termos de honestidade e transparência. 27,6% aponta a alimentação como a área onde as marcas são mais honestas e transparentes, opção maioritária para os consumidores mais velhos, embora, neste caso, as gerações mais novas (Z e Y), refiram, em primeiro lugar, o sector tecnológico.

 

Decisões de compra

Ao analisar o que influencia as decisões de compra dos consumidores neste sector, o estudo indica que todas as gerações têm em conta a opinião do seu ambiente próximo para optar por uma marca ou produto (38,68%).

O especialista em nutrição, em que os jovens de Geração Z confiam especialmente (32,59%), também assume relevância. Em geral, 27% indica-o como a primeira opção. As gerações Z e Y são as mais guiadas por pessoas famosas ou influenciadores na área da alimentação (8,15% e 9,22%, respetivamente, contra 5,41% da média), enquanto os Baby Boomers são os menos influenciados.

Publicidade

McColl's

Morrisons compra a cadeia de proximidade McColl’s

Apostar numa estratégia de subida de preços faz com que muitos consumidores deixem de ser leais