in

Aldi chega à China

O Aldi vai abrir esta sexta-feira, dia 7 de junho, as suas duas primeiras lojas na China.

Os dois pontos de venda, localizados em Xangai, irão marcar o arranque de um ambicioso processo de expansão para o mercado chinês, onde o grupo alemão espera atrair a crescente classe média.

Apesar do Aldi ter alguma presença naquele mercado, há já alguns anos, através da plataforma Tmall do Albaba, ainda não tinha lojas físicas. Para além dos dois espaços iniciais, estão previstos mais oito ainda este ano, mas o objetivo é chegar à centena em breve.

De acordo com Nick Miles, analista da IGD, existe um elevado potencial na expansão do Aldi para a China. Dentro de quatro anos, será o maior mercado mundial de FMCG, à frente dos Estados Unidos da América, e onde a classe média é ávida de produtos de qualidade importados da Europa. Contudo, nota, os consumidores chineses preferem as marcas de fabricante, enquanto o Aldi está muito apoiado na sua marca própria.

 

Mercadona junta-se a plataforma de entregas Bringg para otimizar encomendas online

Conveniência vai representar 22% dos gastos no retalho