Reebok
in

adidas inicia processo de alienação da Reebok

Como parte do desenvolvimento da sua nova estratégia a cinco anos, a adidas concluiu a sua avaliação de alternativas estratégicas para a Reebok. Como resultado dessa revisão, a empresa decidiu dar início a um processo formal de desinvestimento na marca.

No futuro, a empresa pretende concentrar os seus esforços em fortalecer, ainda mais, a posição de liderança da marca adidas no mercado global de artigos desportivos. Consequentemente, a adidas irá as operações daquela subsidiária a partir do primeiro trimestre.

Mais detalhes sobre o plano de negócios estratégico da adidas, até 2025, serão revelados pela empresa em inícios de março. “As oportunidades de crescimento de longo prazo no nosso sector são altamente atraentes, especialmente, para marcas desportivas icónicas”, indica o CEO da adidas, Kasper Rorsted. “Após uma consideração cuidadosa, chegamos à conclusão de que a Reebok e a adidas serão capazes de realizar significativamente melhor o seu potencial de crescimento, independentemente uma do outra. Vamos trabalhar diligentemente nos próximos meses para garantir um futuro de sucesso para a marca Reebok e a equipa por detrás da mesma”.

 

Muscle Up

A adidas adquiriu a Reebok em 2006. Como resultado da implementação bem-sucedida do plano de recuperação Muscle Up, iniciado em 2016, a marca foi capaz de melhorar significativamente as suas perspetivas de crescimento e lucro.

 

Beiersdorf

Beiersdorf reduz vendas e lucros

Carrefour

Carrefour regista desempenho recorde em 2020