in

Adiamento do Prime Day poderá custar à Amazon 270 milhões de euros

A Amazon decidiu adiar o seu evento anual de vendas, o Prime Day, devido à pandemia por Covid-19, uma decisão que lhe poderá custar cerca de 270 milhões de euros.

O evento não irá acontecer no início de julho, tendo sido atrasado para o final do ano. Nesse sentido, a Amazon não será capaz de vender até cinco milhões de dispositivos, como as colunas inteligentes Echo, na data e preços planeados.

Os parceiros da Amazon também irão perder vendas consideráveis. Recorde-se que, no ano passado, as receitas geradas no Prime Day através de parceiros externos foram estimadas em dois mil milhões de dólares.

De modo a limitar os danos, a empresa de Jeff Bezos poderá ver-se forçada a fazer promoções mais cedo, mas existem dúvidas quanto à sua capacidade para atrair os compradores face à crise do coronavírus.

O que mudou nos comportamentos em quarentena?

Johnson & Johnson

Lucros da Johnson & Johnson crescem 54,6% no 1.º trimestre