in

Acionistas querem retirar Sumol + Compal da bolsa

Os principais acionistas da Sumol + Compal pretendem retirar a empresa de bolsa, onde está cotada desde 1987, na altura ainda como Sumolis.

De acordo com um comunicado enviado para a CMVM, a Refrigor e a Frildo solicitaram a convocação de uma assembleia geral de acionistas da Sumol + Compal, com o propósito de deliberar a saída desta empresa da bolsa de Lisboa. Estes acionistas controlam 85,8% do capital da Sumol + Compal e mais de 90% dos direitos de voto.

Na proposta que a Refrigor e a Frildo vão submeter à assembleia geral de acionistas extraordinária, a iniciativa é justificada com o “aparente afastamento dos acionistas minoritários da vida societária e institucional da S+C” e “esporádico” contacto com o gabinete de apoio ao investidor.

Caso esta proposta seja aprovada, a Refrigor e a Frildo comprometem-se a comprar as ações que sejam detidas pelos acionistas minoritários que tenham votado favoravelmente. O valor a pagar por cada ação vai ainda ser determinado e anunciado aos acionistas, após a publicação da convocatória da assembleia geral, correspondendo ao preço médio ponderado das ações da Sumol + Compal nos seis meses anteriores à data da convocação ou, caso seja superior, o maior preço que a Refrigor tiver pago por ações da ainda cotada, no mesmo período.

Na proposta, a Refrigor e a Frildo deixam uma ressalva quanto à possibilidade de ser um auditor independente a definir o valor a pagar aos acionistas minoritários. Se este for superior exposto em cima, então deixam cair o pedido de exclusão das ações da Sumol + Compal de bolsa e a empresa continuará cotada.

Publicidade

Braço segurador da Sonae lança PPR

Bel quer iniciar produção de leite biológico nos Açores