in

2 em cada 3 portugueses com redes sociais seguem figuras públicas ou marcas

Continente é a marca mais seguida e Cristina Ferreira passa Cristiano Ronaldo no topo das figuras públicas

Foto Shutterstock

Quase metade (47%) dos portugueses que utilizam redes sociais tem o hábito de aí seguir figuras públicas. A apresentadora de televisão Cristina Ferreira é a que desperta maior interesse neste universo de internautas.

São também sensivelmente metade (51,6%) os utilizadores de redes sociais que seguem marcas ou empresas, destacando-se, neste particular, a rede de supermercados Continente como a mais citada.

No conjunto, quase dois em cada três utilizadores de redes sociais (69%) seguem figuras públicas ou marcas nestas plataformas.

 

Personalidades

As conclusões são da edição de 2020 do estudo “Os Portugueses e as Redes Sociais”, produzido pela Marktest. Entre os participantes no estudo, realizado na primeira quinzena de julho, 24,1% dos que assumiram ter conta em redes sociais admitiu seguir a apresentadora que, entretanto, trocou a SIC pela TVI. Com este resultado, Cristina Ferreira ultrapassa, pela primeira vez, Cristiano Ronaldo neste indicador.

O futebolista da Juventus, a atriz Rita Pereira e os humoristas Nuno Markl e Bruno Nogueira completam a lista das cinco personalidades mais referidas pelos entrevistados neste estudo da Marktest. No caso de Bruno Nogueira, é a primeira vez que consta neste top 5, um resultado a que não será alheio o sucesso do formato “Como é que o Bicho mexe”, que criou no Instagram após o início da pandemia de Covid-19.

No que respeita às redes sociais preferidas para seguirem as atualizações das figuras públicas, o Instagram (80,9%) é, de resto, o mais referido, a alguma distância já do Facebook (59,3%). As fotos e as stories são também indicados como os conteúdos preferidos.

 

Marcas

Em relação à presença de marcas e empresas nas redes sociais, o estudo indica que a maioria dos indivíduos com perfil nas redes sociais segue este tipo de entidades (51.6%). Em termos médios, os inquiridos que assumem este hábito referem seguir 24 entidades, entre empresas, instituições, marcas e grupos de interesse.

A marca que estes utilizadores mais disseram seguir nas redes sociais foi o Continente (13,3%). Adidas e Nike, com 10,1% e 8,7%, respetivamente, estiveram também entre as mais referidas.

O desejo de estar informado e atualizado sobre novidades destas marcas (24,5%) e o facto de se gostar da marca (22,4%) são as razões mais invocadas.

Publicidade

COLEÇÃO QUINAS_NATAL20

Quinas lança edição especial de Natal

Consumo em casa

Portugueses estão a realizar, em média, mais três ocasiões de consumo em casa