in

Walmart alerta para as consequências negativas para os consumidores das guerras comerciais

A guerra comercial que está a ser travada pelo presidente norte-americano, Donald Trump, com o governo chinês pode ter consequências negativas para os consumidores.

A Walmart alertou o presidente que o aumento das tarifas sobre as importações chinesas prejudicará os clientes, fornecedores e a economia nacional.

Numa carta enviada ao representante dos Estados Unidos, Robert Lighthizer, a empresa de distribuição adverte que o aumento das tarifas comerciais pode levar a uma subida nos preços de seus produtos. “O impacto imediato será o aumento dos preços para os consumidores e impor impostos às empresas e fabricantes americanos“, diz.

Como relatado pela CNN Money, trata-se de uma carta enviada há duas semanas, onde a Walmart pede ao governo de Donald Trump que volte atrás no seu plano de aplicar tarifas sobre produtos chineses, como luzes de Natal, champô, comida para animais de estimação, malas de viagem, colchões, bolsas, mochilas, aspiradores, bicicletas, grelhadores, cabos e aparelhos de ar condicionado.

Na semana passada, o Escritório de Comércio Exterior norte-americano anunciou novas tarifas sobre quase seis mil produtos fabricados na China, no valor estimado de 170 mil milhões de euros.

Um dia depois, a China respondeu com a imposição de uma nova rodada de taxas sobre as importações dos Estados Unidos da América no valor de 51 mil milhões de euros.

Publicidade

Oliveira da Serra apresenta edição especial

Vendas online da DeBORLA em grande crescimento