in

Volvo Cars quer tornar-se num fabricante de automóveis 100% elétricos até 2030

A Volvo Cars anunciou, num evento mundial, que ambiciona ser um fabricante de automóveis exclusivamente elétricos até 2030.

Até lá, a Volvo Cars irá, de forma gradual, remover da sua gama todos os modelos com motor a combustão interna, onde se incluem os híbridos. Com efeito, em 2030, cada novo automóvel Volvo Cars vendido deverá ser exclusivamente elétrico.

A transição para a eletrificação faz parte do plano climático da Volvo Cars, que pretende reduzir, de forma consistente, a pegada de carbono associada ao ciclo de vida de cada automóvel e ainda vir a ser uma empresa com impacto climático neutro, até 2040.

Esta decisão baseia-se, ainda, na expectativa de que, quer a legislação, quer a melhoria das infraestruturas de carregamento irão contribuir significativamente para uma aceitação crescente dos clientes em relação aos automóveis 100% elétricos.

Volvo Cars

Não existe futuro a longo prazo para os automóveis com motor a combustão interna. Queremos ser um fabricante de automóveis exclusivamente elétricos, em 2030. Isto permitir-nos-á ir ao encontro das expectativas dos nossos clientes e fazer também parte da solução no que toca ao combate às alterações climáticas”, refere Henrik Green, Chief Technology Officer, Volvo Cars.

 

Impacto climático neutro até 2040

A transição para a eletrificação faz parte do ambicioso plano climático da Volvo Cars, que pretende reduzir, de forma consistente, a pegada de carbono associada ao ciclo de vida de cada automóvel e  vir a ser uma empresa com impacto climático neutro até 2040.

Como medida intercalar, até 2025, a empresa pretende reduzir em 40% a pegada de carbono associada a cada modelo, através da redução de 50% ao nível das emissões de escape dos automóveis, de 25% ao nível das matérias-primas e fornecedores e de 25% no total das operações relacionadas com a logística.

Ao nível das suas unidades produtivas, a ambição é ainda maior, pois a Volvo Cars pretende, neste ponto, ter um impacto climático neutro já em 2025. Atualmente, as unidades produtivas da empresa são já alimentadas por mais de 80% de eletricidade com impacto neutro no clima. Todas as fábricas europeias são, desde 2008, já alimentadas com energia hidroelétrica.

Para sermos bem-sucedidos, precisamos de crescimento lucrativo. Assim, em vez de investir num negócio que está a diminuir, optámos por investir no futuro e esse futuro é elétrico e é online. Pretendemos ser líderes no segmento de automóveis elétricos premium, um sector que apresenta um crescimento rápido”, refere Håkan Samuelsson, Chief Executive, Volvo Cars.

 

E-commerce

Uma das ambições relacionadas com a economia circular consiste em aumentar a percentagem de materiais reciclados e sustentáveis nos automóveis, até 2025. As metas definidas envolvem o incremento de 25% de plástico reciclado, 40% de alumínio reciclado e 25% de aço reciclado.

O Volvo C40 Recharge, apresentado mundialmente, será o primeiro modelo da marca sem qualquer componente em pele de origem animal.

A Volvo Cars anunciou também um aumento do foco nas vendas online, onde irá apresentar “uma oferta mais completa, atrativa e transparente” sob a alçada do serviço Care by Volvo. Todos os modelos 100% elétricos serão comercializados online.

Como parte desta sua nova estratégia comercial, a Volvo Cars irá fazer investimentos significativos nos seus canais de vendas online, reduzindo a complexidade da sua oferta de produtos e aplicando uma estrutura de preços definida e transparente para cada modelo. “O futuro da Volvo Cars assenta em três pilares: eletricidade, online e crescimento. Queremos oferecer aos nossos clientes paz de espírito e uma forma simples de ter um Volvo, ao remover a complexidade por vezes associada à aquisição. Simplicidade e conveniência serão a chave para tudo o que pretendemos fazer”, refere Lex Kerssemakers, Head of Global Commercial Operations.

Publicidade

Quinta de Jugais

Quinta de Jugais e Zero Desperdício aliam-se no combate ao desperdício alimentar

Checkpoint Systems

Checkpoint Systems designa novo Business Unit Director EMEA Channel & Portugal