Foto Shutterstock
in

Vendas da Beiersdorf crescem 7,8%

As vendas da Beiersdorf cresceram 7,8%, para os 1.947 milhões de euros, no primeiro trimestre. Em termos orgânicos, o aumento foi de 6%.

Todas as áreas geográficas onde a dona da Nivea opera registaram subidas, com a Europa a manter-se como o seu principal mercado, com vendas de 994 milhões de euros e um crescimento de 4,4%. Na Europa Ocidental, o negócio melhorou 6,2%, impulsionado pela venda de produtos de viagem da La Prairie e pelos bons desempenhos dos mercados alemão e austríaco. Por seu turno, Espanha e Itália não alcançaram os valores do ano anterior.

Na região composta África/Ásia/Austrália, a empresa faturou 632 milhões de euros, o que representa um aumento de 13,2%, ao passo que na América as vendas cresceram 8,3%, para os 321 milhões de euros.

Os produtos de grande consumo faturaram 1.598 milhões de euros no primeiro trimestre, mais 8,1% em termos homólogos, e a divisão Tesa cresceu 6,3%, para os 349 milhões de euros. “A Beiersdorf conseguiu um arranque sólido nos primeiros três meses de 2019 em ambos os segmentos de negócio: consumo e Tesa”, reconhece Stefan De Loecker, CEO da multinacional alemã. “À luz disto, encaramos o futuro com otimismo, apesar dos riscos económicos contínuos, e confirmamos as nossas previsões para 2019”.

Publicidade

Publicidade

Epson reforça modelo de negócio 100% indireto

UNGC cria rede internacional de aceleração de startups para a sustentabilidade dos oceanos