in

Vendas da Adidas sobem com o Mundial 2018

A Adidas teve um último trimestre triunfante por causa do Campeonato Mundial de Futebol. O volume de negócios total subiu 4% para os 5,26 mil milhões de euros, com 3,2 mil milhões de euros vindos das vendas de calçado. O lucro operacional subiu 17%, para os 592 milhões de euros.

A influência do Mundial 2018 foi especialmente importante na Rússia, o país anfitrião. O volume de negócios saltou de 119 milhões de euros, no primeiro trimestre, para 177 milhões, no segundo. Outras áreas também apresentaram crescimento significativo: na América do Norte, a faturação cresceu 16% e na Ásia, 19%, com destaque para a China, onde aumentou 27%. A Europa Ocidental, no entanto, não cresceu. “Tivemos outro trimestre forte, após a ativação bem-sucedida no Mundial“, disse o CEO, Kasper Rorsted. “O nosso crescimento  foi novamente impulsionado pelas nossas áreas de foco estratégico na América do Norte, Grande China e e-commerce, enquanto continuamos a investir na conveniência das nossas marcas e na escalabilidade dos nossos negócios“. A receita do comércio eletrónico subiu 26%.

A segunda marca da Adidas, a Reebok, teve menos sucesso. A faturação caiu 3%, para os 387 milhões de euros, apesar do crescimento da série Classics.

Publicidade

“O nosso crescimento tem sido baseado no aumento de novos clientes e dos momentos de consumo entre os existentes”

Proibição das lâmpadas de halogéneo em Portugal entra em vigor a 1 de setembro