in

Unilever quer vender a Lipton

Foto Mehaniq/Shutterstock

A Unilever anunciou que quer vender a sua divisão de chás, incluindo a marca Lipton.

A decisão foi anunciada pelo CEO da Unilever, Alan Jope, no seguimento da apresentação dos resultados da multinacional em 2019, exercício em que as vendas progrediram 2,9%, em valores constantes, para os 52 mil milhões de euros. Contudo, o último trimestre foi o mais fraco da década, com o crescimento a ficar-se por 1,5%.

A decisão foi, assim, tomada no sentido da venda da divisão de chá, “um mercado maduro, penalizado por um crescimento estrutural lento”, segundo analisa Alan Jope. Presentemente, todas as opções encontram-se em aberto, incluindo a criação de uma potencial joint-venture, mas a decisão deverá ser tomada antes do final do primeiro semestre. Recorde-se que o negócio dos chás, onde a Lipton é a marca mais emblemática, representa um volume de vendas de três mil milhões de euros.

A concretizar-se esta venda, Alan Jope segue as pisadas do seu antecessor, Paul Polman, que, em dezembro de 2017, vendeu o negócio de margaridas ao fundo de investimento KKR, por 6,8 mil milhões de euros.

Publicidade

Philips vai desinvestir dos pequenos domésticos

55 entidades assinam Pacto Português para os Plásticos