in

Uma nova dimensão na comunicação digital

Os social media vieram revolucionar toda e qualquer forma de comunicação e a sua utilização é incontornável, quer para os consumidores, quer para as marcas, que exploram as redes sociais para perceber a evolução das tendências de consumo.

As marcas podem agora adquirir um know-how inteligente sobre os seus públicos digitais que há alguns anos era impensável, numa dinâmica na qual a previsão dos consumos futuros deixou de ser uma missão impossível.

É fácil perceber como a dinâmica mudou quando sabemos que, no ano 2000, as pessoas dispensavam 14 minutos de atenção a determinado conteúdo e que, em 2019, dedicam apenas cinco segundos. Poderiam até dedicar mais tempo se o conteúdo comunicado fosse do seu interesse. Mas como comunicar com precisão aquilo que, de facto, interessa?

Enquanto seres humanos, todos recorremos aos nossos relacionamentos e mecânica social para adquirir conhecimento, partilhar vivências, ouvir opiniões e, acima de tudo, tomar decisões. Mas e se as marcas conseguissem entrar neste ciclo de partilha de hábitos, preferências e experiências?

A boa notícia é que já o conseguem, através de uma análise e definição de um público de referência, que, ao ser comparado com o seu público-alvo, permite perceber variações e características próprias e identificar os insights importantes para o alcançar.

Face a um público cada vez mais exigente, o foco está no relacionamento e na experiência que determinada marca proporciona. Mas, para isso, é necessário conhecer, envolver, ouvir e responder de acordo com o esperado pelo consumidor. A experiência é cada vez mais relevante que o mero produto ou serviço e criar histórias que envolvam os nossos targets é fundamental.

Apoiando-nos num exemplo concreto, sabemos que o universo dos amantes de Fado é composto por traços comuns neste perfil de público online. Identificar quais são os interesses que estes partilham é a melhor forma de desenhar uma estratégia para os abordar e perceber que, por exemplo, quem aprecia este estilo musical tem gostos abrangentes no que toca à música.

Mas sabia que os amantes de fado são também fãs de diferentes tipos de cozinha? Que as cozinhas francesa, italiana e espanhola são as suas favoritas? Ou que preocupações como o voluntariado, os direitos humanos, a ecologia ou a política são também temas a que este público está atento?

Dados como estes são aferidos através do Digital Audience Profiler da Nielsen, uma solução capaz de potenciar e otimizar as decisões a nível de conteúdo editorial, planos de marketing e as estratégias de segmentação das marcas. Um processo de avaliação colocado em prática através da recolha e análise de dados quantitativos sobre determinado target online, que cruza características e traduz hábitos de consumo e preferências. Uma metodologia que se transforma em conhecimento, sendo este a chave de ouro para uma ação online concreta e relevante. É isso que todos procuramos, certo?

João Otávio
Client Development Senior

Mimosa, Gresso Compal são as marcas mais escolhidas em Portugal

Central de Cervejas reforça investimento na Cervejeira de Vialonga