in

Últimas colheitas de Monte Velho no mercado

Estão no mercado as últimas colheitas de um dos mais icónicos vinhos portugueses: o Monte Velho Branco e Tinto 2017.

O Monte Velho surgiu com o objetivo de trazer para o dia-a-dia o consumo de um vinho com o mesmo perfil do Esporão Reserva, mas sem estágio em barrica ou em garrafa. Em 26 anos de colheitas Monte Velho, o Esporão quis reforçar o perfil equilibrado e gastronómico deste vinho e a tipicidade do Alentejo. Nos últimos anos, procurou ainda potenciar a origem e o carácter dos aromas e sabores das uvas através do modo de produção integrado.

Os rótulos do Monte Velho mantêm este ano a inspiração nos padrões regionais das tradicionais mantas de Reguengos de Monsaraz.

O Monte Velho Branco 2017 é produzido com castas tradicionais do Alentejo, Antão Vaz, Perrum e Roupeiro. “É um vinho cristalino de cor citrina, com notas de limão e fruta branca fresca e delicada. É intenso e delicado, fresco e versátil, de final longo que confirma a sensação aromática”, indica o Esporão. Já o Monte Velho Tinto 2017 é produzido com as castas de Aragonez, Trincadeira, Touriga Nacional e Syrah. “Tem um aroma a bagas silvestres e revela algumas notas de especiarias. Um vinho fresco, com boa textura e profundidade ideal para pratos regionais e charcutaria ou os tão aclamados churrascos”. Ambos têm um PVP recomendado de 4,99 euros.

A nível internacional, reputadas publicações de vinho têm atribuído ao Monte Velho Branco e Tinto diversos títulos, como o de Best of Year 2017 e Best Buy, pela Wine Enthusiast; Year’s Best Portuguese Whites 2017, pela Wine&Spirits e 100 TOP Values of 2016&2017, pela Wine Spectator, entre outros.

Publicidade

Limiano celebra o Dia Internacional da Família com campanha

Próxima My Auchan abre em Odivelas com um bar como novidade