Transportes Paulo Duarte
in

Transportes Paulo Duarte fecha ano de 2021 com receita de 95 milhões de euros

A Transportes Paulo Duarte fechou o ano de 2021 com um volume de negócios de 95 milhões de euros, valor que representa um crescimento de cerca de 30% face a 2020.

Com uma equipa composta, atualmente, por 1.200 colaboradores – mil dos quais motoristas – e com uma frota de cerca de 1.400 viaturas, a empresa prevê terminar o ano de 2022 com um volume de negócio de 114 milhões de euros. Com o objetivo de solidificar a sua posição como “player” de referência no sector, não só a nível nacional, mas, também, a nível ibérico e europeu, a empresa tem previsto, ainda, um investimento de 10 milhões de euros, que será alocado à aquisição de empresas em Espanha, nos próximos cinco anos.

Neste âmbito, recorde-se que, em 2021, ano em que celebrou 75 anos de atividade, a Paulo Duarte reforçou a sua aposta na internacionalização, um dos seus objetivos estratégicos, tendo adquirido, no final desse ano, duas empresas espanholas: a Cisternas Hurtrans (Hurtrans), líder no mercado de líquidos alimentares (área com uma importante perspetiva de crescimento), e a Hijos de Román Bono Guarner (HRBG), empresa especializada no transporte de matérias perigosas.

 

Sustentabilidade, inovação e digitalização

Disponibilizando as suas soluções e know-how ao sector agroalimentar, das bebidas, da cerâmica e construção, dos combustíveis e químicos, da metalurgia e máquinas, farmacêutico, dos plásticos e borrachas e, ainda, do têxtil e moda, a Paulo Duarte ultrapassou a meta dos dois milhões de entregas, durante o ano de 2021, tendo, no processo, poupado 539.647 toneladas de CO2.

Consciente da importância de minimizar o impacto da sua atividade no ambiente, concretamente através da modernização da frota, a empresa adquiriu camiões da nova geração MAN, o que lhe permitiu não só o transporte de carga útil superior, como, também, uma maior poupança de combustível.

Além disso, a Transportes Paulo Duarte tem previstos, para os próximos anos, investimentos em sistemas de informação e tecnologia, com o objetivo de otimizar as rotas e os consumos e, consequentemente, a qualidade do serviço prestado aos clientes e a sustentabilidade económica e ecológica.

 

75 anos

75 anos após a sua criação, a Transportes Paulo Duarte já passou e ultrapassou várias crises, conseguindo manter sempre o seu crescimento e sustentabilidade. E 2021 não foi exceção. Apesar de todas as dificuldades provocadas pela pandemia e pela subida dos preços dos combustíveis, não perdemos o nosso foco: continuar a ser uma referência no segmento dos transportes rodoviários em todos os sectores transversais à economia internacional”, afirma Gustavo Paulo Duarte, diretor geral da Transportes Paulo Duarte. “A longo prazo, a Transportes Paulo Duarte pretende continuar a promover melhorias internas que permitam à empresa solidificar-se como uma referência no sector. Como tal, iremos continuar a reforçar parcerias na Europa, mais concretamente em Espanha, assumindo, cada vez mais, um posicionamento ibérico. Pretendemos, ainda, reforçar o investimento em tecnologia, que permita otimizar as rotas e consumos, contribuindo, assim, para a proteção do planeta e para tornar a empresa ainda mais sustentável, quer económica quer ecologicamente”, conclui.

Metaverso

Metaverso poderá crescer quase 5 biliões de euros até 2030

Colheita de 2021 dos vinhos Quinta de Camarate chega ao mercado