in , ,

Só 1 em cada sete empresas consegue implementar iniciativas de digitalização da cadeia de abastecimento

O estudo “The digital supply chain’s missing link: focus”, apresentado recentemente pelo Instituto de Investigação da Capgemini, identificou uma brecha entre as expectativas do que a digitalização da cadeia de abastecimento pode oferecer e a realidade do que as empresas estão a conseguir, já que, segundo os dados recolhidos, apenas uma em cada sete empresas (14%) consegue implementar estas iniciativas de uma forma generalizada. 

O estudo indica que, apesar de metade das empresas inquiridas considerar que a digitalização da cadeia de abastecimento é uma das suas três principais prioridades corporativas, a maioria (86%) tem dificuldades para conseguir que os seus projetos passem da fase de prova. 

A poupança de custos e as novas oportunidades de negócio são os principais objetivos da digitalização da cadeia de abastecimento. A Capgemini assinala que mais de três quartos (77%) das empresas assinalaram que os seus investimentos na cadeia de abastecimento são motivados pelo interese em poupar custos, mas também aumentar receitas (56%) e apoiar novos modelos de negócio (53%).

A digitalização da cadeia de abastecimento é uma das principais prioridades das empresas, sobretudo no Reino Unido (58%), Itália (56%), Holanda (54%) e Alemanha (53%). Dos nove países estudados, Espanha foi o segundo onde este aspeto menos interesse suscita, com oito pontos abaixo da média 842%), apenas à frente da França (39%) e atrás da Índia e Suécia, ambas com 46%. 

O entusiasmos geral com as iniciativas de digitalização da cadeia de abastecimento pode explicar-se pelas expectativas de retorno sobre o investimento oferecidas. O estudo indica que o ROI da automatização da cadeia de abastecimento e compras é de, em média, 18%, em comparação com os 15% nas iniciativas de recursos humanos, 14% em tecnologias da informação e 13% na atenção ao cliente. O período médio de amortização do investimento é de 12 meses. 

Publicidade

IPG Mediabrands promove ‘combate’ de ideias sobre os desafios da comunicação e publicidade

JD Sports chega à ilha da Madeira