in

Shein torna-se na maior marca de moda em termos de vendas

Foto XanderSt/Shutterstock

A chinesa Shein tornou-se no maior operador de moda do mundo, puramente online, em termos de vendas de produtos de marca própria, de acordo com os dados da Euromonitor citados pela agência Reuters.

Fundada em 2008, a Shein pretende atrair sobretudo os consumidores da Geração Z, recorrendo a influenciadores no Instagram e TikTok e a códigos de desconto. Oferece estilos “low cost” e todas as semanas carrega centenas de novos designs na sua app. De acordo com uma pesquisa recente da Société Générale, o preço de um vestido da Shien é cerca de metade de um da Zara.

 

Pandemia potencia o online

A pandemia de Covid-19 catalisou as vendas online, dando a “pure players” como a Shein, Asos ou Zalando uma vantagem face a marcas como a Zara e a H&M, que se apoiam também numa extensa rede de lojas físicas, nota a Reuters.

Em setembro, a app da Shein foi descarregada 10,3 milhões de vezes a nível global, de acordo com os dados da Sensor Tower citados pela agência noticiosa. Comparativamente, os downloads das apps da H&M e da Zara atingiram, respetivamente, os 2,5 milhões e os dois milhões. Na semana de 27 de setembro a 3 de outubro, a app da Shein foi a aplicação de compras mais descarregada, a nível mundial, para o sistema iOS.

Publicidade

Quinta do Paral

Quinta do Paral apresenta novas colheitas

trabalho

Pandemia está a acentuar desigualdades na força de trabalho