in

Santos&Seixo compra Encosta do Sobral no Tejo

A Santos&Seixo adquiriu a Encosta do Sobral, na sub-região de Tomar.

Quando surgiu esta oportunidade e visitámos a Encosta, pela primeira vez, ficámos absolutamente apaixonados pelo que vimos e pelo que provámos. Soubemos, naquele momento, que era esta a direção que queríamos seguir”, diz Pedro Seixo. “Esta decisão reflete o crescimento que a empresa tem tido nos primeiros anos de vida e era o passo natural a seguir”.

A Encosta do Sobral perfaz os 60 hectares de vinha com uma capacidade de vinificação de 1,5 milhões de garrafas. O próprio nome remete imediatamente para a inclinação destas vinhas, com muitas similaridades ao Douro, com solos pedregosos e xistosos e uma exposição solar intensa. Aqui produzem-se vinhos de elevada concentração. “O desafio maior foi adaptar-nos às características de uma nova região estando já tão perto da vindima. Mas a consistência na qualidade e as provas dadas pela Encosta deixa-nos tranquilos e confiantes, o que devemos ao engenheiro Carlos Sereno por toda a sua paixão na criação e desenvolvimento deste projeto durante os primeiros 20 anos da Encosta do Sobral”.

A enologia continuará à responsabilidade do enólogo Pedro Sereno, quem melhor conhece as vinhas da Encosta. Os vinhos da Encosta do Sobral vêm agora juntar-se ao restante portfólio da Santos&Seixo, como os vinhos Santos da Casa, Rotas de Portugal e Duquesa Maria, já com novas ideias de crescimento a perfilar-se para os próximos meses.

Nestlé Portugal

Nestlé Portugal abre programa para trainees

E-commerce alimentar

Mercado global de retalho cresce 4,5%