in

Retalhistas duvidam da durabilidade do seu modelo de negócio

Foto Shutterstock

21% dos retalhistas duvidam da durabilidade do seu modelo de negócio. De acordo com o estudo “High Velocity Retail” da OC&C Strategy Consultants e eShopWorld, apresentado na mais recente edição do World Retail Congress, apenas 3% dos inquiridos acreditam que a sua proposta de valor atual continuará a ser viável nos próximos cinco anos.

76% afirma a necessidade de modificar o modelo comercial de modo a manter a pertinência. O estudo alerta, assim, que os retalhistas terão de rapidamente fazer a transição para novos modelos de crescimento de modo a manterem-se relevantes. “Para os retalhistas, um bom modelo de negócio já não é suficiente: ser muito bom assegura o sucesso, mas ser mediano é punido severamente. Os retalhistas estão a reconhecer isto mesmo: três quartos dizem que necessitarão de mudar os seus modelos de negócio de modo a serem relevantes no futuro”, afirma James George, International Managing Partner da OC&C.

Tendo por base entrevistas aos maiores retalhistas a nível mundial e a análise financeira e de desempenho de 800 operadores, a pesquisa identifica os aspetos fundamentais e os modelos de negócio vencedores para lidar com o elevado ritmo de evolução. O posicionamento estratégico continua a ser vital, sobretudo porque o investimento necessário a concorrer em todas as frentes não é sustentável. Só a Amazon direciona 20 mil milhões de dólares anualmente em tecnologia. Para muitos, não é possível acompanhar esta ordem de investimento, pelo que há que ser criterioso. De facto, os retalhistas melhor cotados pelos consumidores a nível global são aqueles que possuem um posicionamento distintivo. “O retalho tem vindo a acelerar há muito tempo. Mas no mundo atual, não se trata apenas de velocidade, mas da combinação desta com uma direção com sentido. Os vencedores estão a apostados em ser os melhores em algo que interesse aos clientes”, defende James George. “A velocidade não cobre as falhas de inconsistência na proposta de valor. À medida que o mundo ganha velocidade e as barreiras à entrada caem por terra, o desafio dos retalhistas é traduzir esta clareza de foco em decisões de investimento que permitam desenvolver coisas que realmente interessem ao público-alvo”.

Através da análise ao desempenho dos líderes, a pesquisa identifica quatro modelos vencedores. No seu conjunto, os retalhistas que seguem um destes modelos estão a ver os lucros crescer cinco vezes mais que os restantes.

 

Modelo Características principais Exemplos
Campeões do valor Preços excecionalmente  baixos

Modelo operacional standard e escalável

Liderança em marketing

Aldi

Action

Plataformas modelo Notoriedade top junto do cliente

Tecnologia à medida

Farfetch

Jumia

Soluções para o cliente Foco nos resultados, não nos produtos

Evolução para modelos de subscrição para reter clientes

Pets at Home

Selfridges

Retalho como marca Adoção plena da mentalidade as marcas

Autenticidade e conexão com os clientes

Experiência de marca controlada e consistente, mas não necessariamente através de canais próprios

Lululemon

Shein

 

 

 

 

 

 

 

Publicidade

Publicidade

Homem que liderou a expansão do Lidl na Europa escolhido para assumir os destinos do Grupo DIA

Vendas da Alibaba crescem 51%