in

Reckitt Benckiser acusada de fuga aos impostos

A organização não governamental Oxfam Novib acusa a multinacional britânica Reckitt Benckiser de evasão aos impostos no valor de centenas de milhões de euros através da Holanda.

A organização, sediada precisamente neste país, estudou os resultados financeiros da dona da Durex e Calgon e apurou que a sucursal local gerou 820 milhões de euros em lucros em 2015 e que, um acordo com o Governo holandês, permitiu-lhe pagar 7% de impostos em vez dos usuais 25%. De acordo com a Oxfam, este tipo de acordos foi estabelecido noutros países.

A Reckitt Benckiser alega que não cometeu nenhuma ilegalidade. Contudo, existe cada vez mais oposição a este tipo de acordos com supostos paraísos fiscais. No ano passado, a Starbucks foi censurada pelo seu acordo com o Governo holandês e este foi também o motivo para a Comissão Europeia investigar empresas como o Google, Inditex e Apple.

Publicidade

Checkpoint Systems instala as suas soluções antifurto em 2.800 lojas Dollar General

Plataforma da Xerox transforma parque de impressão em assistentes conectados no local de trabalho