in

Rakuten reorganiza negócio

A Rakuten, o cinco maior operador de e-commerce a nível mundial, por volume de negócios, vai proceder a uma reorganização do seu negócio, de modo a “clarificar a sua contabilidade, melhorar a eficácia e permitir uma otimização global dos recursos“.

A empresa japonesa vai juntar o conjunto do seu negócio de comércio eletrónico no seu mercado de origem, onde lidera com uma quota de mercado de 27%, num ramo provisoriamente denominado de Rakuten E-commerce. Já as atividades de telecomunicações serão agrupadas numa divisão chamada Rakuten Mobile Network. Quanto à operação de fintech, que emprega cerca de três mil dos 15 mil colaboradores do grupo, será incluída numa nova entidade designada de Rakuten Card.

Os outros negócios, particularmente as filiais internacionais, serão integrados numa nova estrutura cujo nome ainda não foi comunicado. O grupo tem uma forte presença fora do mercado japonês. Em 2010, comprou a Price Minister em França e a Buy nos Estados Unidos da América. No ano seguinte, concluiu a compra da alemâ Tradoria e, em 2014, o cite norte-americano de cupões e cashback Ebates. 

A reorganização será efetiva em abril de 2019, após a validação pelos administradores e acionistas da empresa, que irão reunir um mês antes. 

Publicidade

Decathlon compra cadeia de desporto suíça

AdC acusa Super Bock de restringir concorrência de hotéis, restaurantes e cafés