Quinta do Pôpa
in

Quinta do Pôpa com novas colheitas de Vinhos de Parcela

A Quinta do Pôpa, produtor de vinhos do Douro e do Porto, situado em Adorigo, no concelho de Tabuaço, sub-região do Cima Corgo, acaba de lançar as mais recentes colheitas de três dos seus Vinhos de Parcela.

As novidades passam também por uma ligeira alteração do design dos rótulos, em que o mais evidente é o assinalar da palavra Quinta do nome dos vinhos. Afinal, são vinhos de parcelas, exclusivamente, da Quinta do Pôpa. Uma identidade de terroir que agora pode ser “lida” pelo consumidor em cada garrafa, no texto e através do QR Code.

Olhando para o portfólio deste produtor duriense, recentemente reformulado, são quatro as gamas: Pôpa, Dare to Dream, Vinhos de Parcela e Vinhos de Homenagem.

 

Vinhos de Parcela

A gama de Vinhos de Parcela comporta quatro referências com origem no terroir da Quinta do Pôpa, todas tintas. São eles o Tinta Roriz (TR), Touriga Franca (TF), Touriga Nacional (TN) e Vinhas Velhas (VV). Surgem agora novas colheitas dos três últimos: o field blend Quinta do Pôpa VV 2017 e os monovarietais Quinta do Pôpa TN 2017 e Quinta do Pôpa TF 2018.

As uvas que dão origem a estes vinhos, a par com o Tinta Roriz, são provenientes de parcelas de vinha selecionadas, o que lhes confere ainda mais ‘pureza’ no que diz respeito à origem. Cada garrafa reflete o ‘true sense of place’, impactado pelo terroir e pelo ano vitivinícola em questão. Seguindo a matriz definida pela família Ferreira, em parceria com a equipa de enologia, para os vinhos com a marca Pôpa, estes têm um perfil fresco, elegante e com grande aptidão gastronómica“, diz em comunicado.

Num compromisso de sustentabilidade a três níveis, os vinhos com chancela da Quinta do Pôpa são produzidos com uvas que crescem em modo de produção integrada. São de origem vegan e a empresa tem o selo de Biosphere Commited Company.

Três Bagos Reserva tinto de 2019

Lavradores de Feitoria tem nova colheita

Mango

Mango triplica a sua presença na Índia