in

Quinta do Côtto Vinha do Dote sela o compromisso com o Douro

Uma das vinhas mais antigas da Quinta do Côtto, que representa um importante capítulo na história da família, deu origem a um vinho de uma só parcela em “field blend”, o Quinta do Côtto Vinha do Dote.

Localizada na freguesia de Cidadelhe, junto a Mesão Frio, a história da Quinta do Côtto remonta ao século XIV, época em que surgiram os primeiros registos da família Montez Champalimaud no Douro. Exemplo da vontade de fazer vinhos que expressem os múltiplos micro terroirs da região, a casa Montez Champalimaud apostou numa vinha de características únicas localizada fora do casco principal da Quinta do Côtto. As suas videiras, provenientes de vinhas com mais 30 castas e com cerca de 90 anos, são marcadas por uma produção muito reduzida, mas de grande equilíbrio e qualidade, com fruta muito concentrada, graças à conjugação de fatores como a exposição sul/poente, a altitude de 140 metros e o solo xistoso.

Esta vinha chegou à família via dote de Rosa Carolina Pinto Barreiros, aquando do seu casamento com António Montez Champalimaud, em 1865. Rosa viria a fundar, em 1922, a empresa Montez Champalimaud Limitada. Em sua homenagem, esta vinha velha foi cuidadosamente recuperada e batizada, simbolicamente, como Vinha do Dote.

É este o berço do vinho que lhe herda o nome, o Quinta do Côtto Vinha do Dote.

Publicidade

Publicidade

Signify expande liderança em iluminação conectada

DeBORLA chega ao Alameda Shop & Spot