in

Queda de dois dígitos para a Carlsberg

Foto monticello/Shutterstock

A faturação da Carlsberg caiu 11,2%, em 2020, para os 58.541 milhões de coroas dinamarquesas (7.872 milhões de euros). “A pandemia de Covid-19 impactou o mundo e foi um grande desafio para a Carlsberg “, explica o CEO, Cees ‘t Hart.

Em volume, a empresa vendeu um total de 110,1 milhões de hectolitros de cerveja, 2,6% menos, enquanto os produtos não cervejeiros caíram 8,7%, para os 20 milhões de hectolitros.

Da mesma forma, o lucro líquido da cervejeira escandinava diminuiu 8,2%, entre janeiro e dezembro, totalizando 6.030 milhões de coroas (810,9 milhões de euros), enquanto a queda do EBITDA foi de 6,1%, para os 14.085 milhões de coroas (1.894 milhões de euros).

 

Nova realidade

Durante o ano, a nossa maior prioridade foi a saúde e o bem-estar dos nossos funcionários, ao mesmo tempo que garantimos a saúde do nosso negócio e nos preparámos para o pós-Covid. Isso vai continuar em 2021”, destaca Cees ‘t Hart. “A pandemia ainda não acabou. Ao longo de 2020, ajustámos a nossa base de custos a uma nova realidade e implantámos novas formas de trabalhar. Estas mudanças tornaram-nos uma empresa mais flexível, o que nos deixa otimistas quanto à capacidade de atender às nossas prioridades estratégicas de longo prazo”, acrescenta o CEO.

Publicidade

The Food Co

Distribuidora da Tesco prepara a sua expansão em Portugal e Espanha

Luso

Luso reconhecida como uma das marcas com maior reputação em Portugal