in

Portugueses irão percorrer 891kms e gastar 791 euros em média para regressar a casa no Natal

Neste Natal, o número de portugueses a viajar para estar com a família atingirá um valor recorde, com mais de três milhões a fazê-lo a partir de diferentes partes do mundo, de acordo com um estudo realizado pela Mastercard.

Para chegar aos destinos, os portugueses vão percorrer em média 891 quilómetros, quase a distância entre Lisboa a Bilbau, sendo que um em cada quatro utilizará o transporte aéreo. O valor gasto com as deslocações será, em média, de 759 euros, substancialmente superior à média europeia de 322 euros, sendo que a maioria começa a poupar três meses antes da quadra festiva.

Os portugueses estão, aliás, no top da distância percorrida em viagens, dos 250 milhões de europeus que durante esta época irão efetuar qualquer tipo de deslocação, em média 516 quilómetros, seguidos dos irlandeses (814 kms) e dos suecos (754 kms).

Estradas, carris e céus vão estar mais movimentados do que nunca na consoada, o dia mais popular para regressar a tempo de uma celebração. Os pais são as pessoas mais importantes para voltar a reencontrar nesta ocasião, com um em três inquiridos a afirmar que faria a viagem para ver os respetivos animais de companhia.

Apesar dos elevados custos de deslocação e de viagem, mais de metade (52%) gasta, ainda, em média, um extra de 184 euros em presentes para oferecer à família.

Já no que respeita às reservas da viagem, 22% opta por fazê-lo com, pelo menos, três meses de antecedência, apesar de 15% deixá-las para o último momento. As preparações são feitas 50 dias antes do dia 25, com a maioria (83%) a efetuar, pelo menos, uma viagem de carro ou autocarro. O comboio, menos popular que o avião, continua a ser opção de deslocação para 17% dos viajantes.

Vivemos num momento em que as pessoas viajam mais, têm carreiras noutros países, mas o Natal continua a ser uma quadra de reunião das famílias“, afirma Paulo Raposo, diretor geral da Mastercard em Portugal. “O Natal é uma época do ano em que se gasta muito, sobretudo pelo número crescente de pessoas que vivem longe das suas cidades natais, mas é, também, uma das alturas do ano com mais deslocações. Na Mastercard ,estamos constantemente a inovar para oferecer benefícios exclusivos de viagem aos portadores de cartão Mastercard. Desde o acesso ao lounge do aeroporto, ao seguro de bagagem, passando por um concierge dedicado, o nosso intuito é o de facilitar e dar maior conveniência a todos os que planeiem as suas viagens para um Natal inesquecível“.

Apesar disso, estar com a família não é a única razão pela qual os portugueses vão viajar nesta quadra festiva, com 21% a optar por umas mini-férias. Cerca de 11% afirma mesmo que prefere celebrar fora porque é menos stressante do que em casa, com 8% a querer evitar discussões familiares e 18% a dizer que tudo o que quer no Natal é “sol de inverno”.

A pesquisa da Mastercard concluiu ainda que, embora a maioria dos portugueses pretenda passar o Natal com as suas famílias, mais de um em quatro afirma não conseguir concretizar este desejo, 36% devido a motivos financeiros, 23% porque trabalha neste período e 15% porque irá passar o Natal com a família do/a parceiro/a. Cerca de 22% dos inquiridos que referiram não conseguir regressar a casa utilizará o Skype ou o FaceTime para estar em contacto com a família neste dia.

Publicidade

DPD Portugal assina Pacto de Mobilidade Empresarial para a cidade de Lisboa

Tribunal delibera que balsâmico não é um termo protegido