in

Polónia adia novo imposto no retalho

O Governo polaco decidiu suspender o planeado imposto no retalho até ao final de 2017.

De acordo com um comunicado emitido pelo Governo, a suspensão dará às autoridades mais tempo para trabalhar numa nova versão do imposto e fornecer tempo adicional à Comissão Europeia para concluir a sua investigação.

O imposto entrou em vigor em 1 de setembro, mas foi rapidamente suspenso depois da Comissão Europeia decidir abrir uma investigação aprofundada devido a suspeitas de que o mesmo beneficiava algumas empresas em detrimento de outras. O imposto determinou que as empresas com um volume de negócios entre 17 milhões de euros e 170 milhões de euros teriam que pagar uma taxa mensal de 0,8%, enquanto os retalhistas com faturação mensal superior a 170 milhões de euros teriam que pagar 1,4%.

O maior retalhista na Polónia é a Biedronka, propriedade da Jerónimo Martins. Durante o primeiro semestre de 2016, esta gerou 4,68 mil milhões de euros em receitas, o que dá uma média de mais de 750 milhões de euros mensais.

Publicidade

Scanners portáteis e de mesa da Brother premiados pela Buyer’s Lab

Agriloja de Torres Novas tem novo espaço