in ,

Pepsico Europa anuncia expansão do portfólio de snacks e bebidas mais saudáveis

PepsiCo

A PepsiCo Europa anuncia um novo plano para acrescentar opções mais saudáveis ao seu portfólio de snacks e bebidas em toda a União Europeia.

O compromisso voluntário, agora anunciado, será submetido à Comissão Europeia como parte integrante do Código de Conduta para Negócios Sustentáveis e Práticas de Marketing da PepsiCo. “Todos os compromissos da empresa são sustentados no progresso que a PepsiCo tem vindo a fazer globalmente na última década para reduzir os açúcares adicionados nas bebidas e diminuir o sódio e a gordura saturada nos snacks, introduzindo quantidades menores e criando alternativas em marcas existentes com perfis nutricionais aperfeiçoados, como já acontece em Pepsi MAX, 7UP Free e Lay’s Forno“, refere a empresa em comunicado.

 

Opções mais saudáveis

Para o portfólio de bebidas na Europa, que inclui Pepsi-Cola, Lipton Ice Tea e 7UP, o novo compromisso é reduzir o nível médio de açúcares adicionados em toda a sua gama de refrigerantes em 25%, até 2025, e em 50%, até 2030 . Em toda a Europa, a PepsiCo já está dotada de um forte portfólio de bebidas sem açúcares. Pepsi MAX e 7UP Free são exemplo disso.

A redução do açúcar também tem um impacto positivo no clima. A empresa estima que a mudança de fórmulas com açúcar puro para fórmulas sem açúcar reduz até um quarto das emissões de gases de efeito estufa de uma bebida.

Já em relação ao portfólio de snacks, o objetivo é impulsionar as vendas de snacks classificados como “B ou melhor”, pelo sistema de rotulagem nutricional Nutri-Score , em mais 10 vezes, até 2025. Esta medida tornará os snacks mais saudáveis a categoria de alimentos com crescimento mais rápido nos últimos quatro anos, com a ambição de expandir o seu portfólio para mil milhões de dólares, em 2030.

 

Reformulação dos produtos

Os novos objetivos serão alcançados através da reformulação dos produtos existentes, expandindo as marcas da empresa para mais mercados, como, por exemplo, Lay’s Forno, e introduzindo novas gamas de snacks, tal como PopWorks, a recém-lançada gama de batatas fritas de milho.

O portfólio de snacks de cereais PepsiCo, que inclui Quaker Oats, já oferece uma gama de produtos nutritivos para consumidores da União Europeia com 70% do produto classificado em A ou B pelo Nutri-Score.

Os consumidores querem marcas mais saudáveis e sustentáveis e produtos com um sabor delicioso. Na última década, reformulámos e lançámos novos produtos para oferecer mais opções aos consumidores. Como resultado, hoje, na Europa, quase uma em cada três bebidas que vendemos é sem açúcar e acreditamos que essa tendência continuará a crescer com o tempo. Com este compromisso, podemos usar a nossa experiência na redução de açúcar para acelerar a mudança para um portfólio de snacks mais saudáveis”, afirma Silviu Popovici, CEO da PepsiCo na Europa.

 

Responsabilidade

A PepsiCo entende que é vital comercializar os seus produtos com responsabilidade. A empresa também se alinhou à UNESDA (Associação Europeia da Indústria de Refrigerantes) e à Federação Mundial de Anunciantes (compromisso da União Europeia) no que diz respeito à proibição de marketing ou publicidade para crianças menores de 13 anos.

Desde 2006, a PepsiCo não comunica os seus refrigerantes a menores de 12 anos em toda a Europa e aplicou critérios de nutrição, com base científica, para determinar quais os produtos alimentares que podem ser anunciados a menores de 12 anos.

Este novo plano faz parte dos esforços de PepsiCo para criar um sistema alimentar mais sustentável e apoiar o Acordo Verde da União Europeia. No final de 2020, a empresa anunciou os seus planos para reduzir o uso de plástico virgem, com a transição para garrafas de plástico 100% recicladas para a marca Pepsi em nove mercados até 2022.

A PepsiCo também intensificou as suas metas para combater as mudanças climáticas, comprometendo-se com emissões zero, até 2040, e uma redução de 40% nas emissões de gases de efeito estufa, até 2030, ao mesmo tempo que amplia a agricultura regenerativa em toda a sua pegada agrícola, reduzindo os gases com efeito de estufa em três milhões de toneladas, até 2030.

novos negócios

Covid-19 desencadeou uma nova onda de inovação nas indústrias de consumo

KitKat

Marca KitKat será neutra em carbono até 2025