in ,

PãoemCasa entrega mais de um milhão de pães

A marca PãoemCasa lançou a nova plataforma 2.0, para gestão de encomendas dos seus clientes. Por detrás deste software está uma ferramenta de apoio à gestão de cada unidade, concebida em linguagens de programação de última geração suportada por servidores da Google. Rotas feitas por GPS, etiquetagem de encomendas, códigos promocionais, cartão recarregável de clientes, emissão de guias de transporte e faturas automaticamente são algumas das múltiplas funcionalidades do site.

Este ano, a marca arrancou em mais cinco novas cidades. Fernão Ferro, Barreiro, Almada, Odivelas e Pinhal Novo são os projetos mais recentes da marca.  Os habitantes destas zonas podem encomendar. São 150 as localidades e cidades que a marca está presente, através de 30 unidades criadas no modelo em franchising em todo o país.

A entrega dos produtos, desde muitos tipos de pão, pastelaria e até salgados, entre outros, é feita numa caixa própria que é instalada no exterior da moradia do cliente. No caso dos apartamentos, as equipas de distribuição disponibilizam-se para entregar na porta, num saco especial para o efeito. As entregas são feitas a partir das 5 horas.

 

Conveniência

A marca PãoemCasa nasceu há quatro anos. “À primeira vista, parece que vendemos pão, mas, efetivamente, o que vendemos é conveniência, tempo com família e um estilo de vida mais saudável. Muitos dos nossos atributos são intangíveis e, por isso, temos crescido de uma forma excecional. Na prática, trabalhamos num mercado que tem muito para explorar, em várias categorias de produtos e serviços”, explica o responsável da marca, Marco Pombo.

A plataforma PãoemCasa (www.paoemcasa.pt) envolve uma loja online, um parceiro para a gestão de pagamentos eletrónicos, um ERP para emissão de guias de transporte e toda a faturação, a trabalhar de forma sincronizada, ao longo de todo o dia, havendo poucas tarefas manuais envolvidas para o gestor da unidade. “Não temos lojas ‘brick’. Só temos lojas ‘click’. Isto é algo disruptivo na categoria de produtos que vendemos. Demos um passo quando muitos não acreditavam que fizesse algum sentido. Todo o projeto está alinhado com a tendência do retalho atual: ‘Anytime, AnyWhere,AnyDevice, AnyContent’ em vez do que muitos ainda acreditam ser o formato correto – ‘Location. Location, Location’. Por isso mesmo, podemos ambicionar crescer muito mais, ter bons franquiados e ‘embaixadores’ da nossa marca em mais cidades e proporcionar o serviço a muitas mais famílias”.

 

Mais de um milhão de pães

O ano passado, a rede de unidades PãoemCasa utrapassou 1,1 milhões de pães distribuídos em todo o país, pelas várias franquias. “Foi um período que a nossa rede de unidades teve um empenho e uma dedicação ímpar. Melhoraram-se processos, lançámos muitos novos produtos, elevámos o nível de serviço”, refere Marco Pombo.  “Nesta fase que temos estado mais isolados fisicamente, houve imensas descobertas em família, novas brincadeiras, novas séries de televisão, jogos com as crianças, as vantagens do teletrabalho, a telescola e também muitas famílias conheceram o nosso serviço. Neste confinamento, não suspendemos a operação em nenhuma cidade onde estamos presentes. Houve aprendizagens no passado ano, em março e abril, o que nos permitiu estar mais bem preparados para o pico de vendas nesta fase”.

Publicidade

Nescafé

Até 2025 todos os cafés da Nestlé serão provenientes de cultivo sustentável

ID Logistics

Grupo ID Logistics aumenta a sua receita em 15% para 435,7 milhões de euros