in

“Os brindes personalizados desempenharão um papel fundamental no processo de recuperação, retenção e atração de clientes depois de superada esta crise sanitária”

Diederick de Koening, CEO Gift Campaign

Grande Consumo - Branded Content

 

Mesmo num momento de crise como o que estamos a viver, a Gift Campaign continua a crescer. Depois de consolidar a sua presença em Espanha, Itália e França na última década, a empresa espanhola especializada na personalização de itens publicitários abriu, recentemente, as suas portas virtuais em Portugal. Falámos com Diederick de Koning, o CEO da Gift Gampaign, para ficar a saber mais sobre esta loja online nascida na Catalunha.

 

Grande Consumo – Estamos a passar por um momento de grande incerteza económica em todo o mundo, devido à pandemia de Covid-19. O sector dos brindes publicitários foi muito afetado pela crise?

Diederick de KoningObviamente, o nosso sector foi muito afetado por esta situação. Muitas empresas tiveram que fechar as portas durante várias semanas, cancelando um número significativo de campanhas de marketing e publicidade que tinham planeadas para o primeiro semestre. É preciso ter em conta que uma grande percentagem dos brindes personalizados que produzimos são para distribuir em feiras e grandes eventos corporativos. E, como sabemos, quase 100% desses eventos presenciais foram cancelados, o que se refletiu numa drástica redução no nosso volume de vendas.

 

GC – Mesmo assim, continuam a crescer e a fazer frente à crise. Prova disso é o recente lançamento do vosso site em Portugal…

DKSim, é verdade que chegámos a Portugal num momento difícil. Mas era um passo que já queríamos dar há muito tempo. E estávamos prestes a convertê-lo em realidade quando fomos surpreendidos pela epidemia. Obviamente, hesitámos, ainda pensámos em suspender o lançamento, mas já era tarde demais. No mundo dos negócios, é necessário correr riscos.

Além disso, pensamos que esta é uma crise circunstancial. Acreditamos que muitas empresas aproveitarão a oportunidade para refrescar a sua imagem de marca e estabelecer uma nova relação com os clientes, adaptando-se aos novos hábitos de consumo e a públicos cada vez mais exigentes. E os brindes personalizados desempenharão um papel fundamental nesse processo de recuperação, retenção e atração de clientes, depois de superada a crise sanitária. Terá que haver um grande investimento em marketing e publicidade por parte das empresas para conseguirem reposicionar-se no mercado. E estaremos preparados para os ajudar nesse processo quando chegar o momento de recuperação da economia.

 

GC – Como e quando surgiu a ideia de criar a Gift Campaign?

DKA ideia de criar a Gift Campaign nasceu em 2013, enquanto trabalhava como diretor de marketing num dos maiores importadores de brindes publicitários da Europa, ao lado do Oriol Badia, o meu atual sócio, que era E-commerce Manager na empresa. Nessa altura, ainda não havia muito oferta online neste sector (principalmente no sul da Europa) e pensámos que podia haver aí um nicho de mercado interessante. E decidimos lançar-nos com um projeto nosso.

 

GC – Como evoluiu a Gift Campaign desde os primeiros anos?

DKTivemos um começo bastante difícil. Queríamos fazer muitas coisas e criámos um site onde o cliente poderia personalizar os produtos e encomendá-los on-ine, sem qualquer intervenção da nossa parte. Mas a prática levou-nos a entender que muitos clientes preferem receber ajuda e conselhos para encontrar a melhor maneira de personalizar os seus produtos, antes de fazer a compra. Além disso, desenvolvemos a página web com uma empresa externa que fez o que solicitámos, mas com pouca visão e foco na parte de SEO. Depois de publicar o site, tivemos muitos problemas para o posicionar corretamente e, portanto, gerar tráfego de qualidade.

No final, tivemos que dar um passo atrás e desenvolvemos um site especializado em pen drives personalizadas para empresas (usbpersonalizado.es), no qual oferecemos como valor agregado o serviço gratuito de criação de uma amostra virtual para o cliente. Uma página mais simples, mais otimizada para SEO e também com uma melhor experiência do utilizador para o cliente. A partir desse momento, os clientes já não precisavam de personalizar os seus  produtos. Só tinham que preencher um formulário explicando o que pretendiam, anexando o logótipo, e nós fazíamos o resto.

Esse novo conceito funcionou e acabámos por criar outras páginas mais especializadas em categorias de produtos como canecas, mochilas ou esferográficas. Graças à criação desses novos sites, aumentámos, consideravelmente, a faturação da empresa no mercado espanhol. Mas, agora que já estamos presentes em quatro países (Espanha, Itália, França e Portugal), estamos a centrar-nos apenas na marca Gift Campaign.

brindes personalizados

GC – Como estabeleceram a vossa estratégia online? Que tipo de ações de marketing realizaram e quais funcionaram melhor?

DKTentamos diferentes estratégias de SEO e SEM e acreditamos que ambas são complementares, pois, muitas vezes, apenas com a estratégia de SEO é impossível cobrir todas as palavras-chave de qualidade, por isso, temos que compensar com um investimento no Google Adwords.

Além disso, as alterações no algoritmo do Google fazem com que seja complicado estabelecer uma estratégia de SEO eficaz, pois o posicionamento das palavras muda constantemente e não é possível gerar tráfego estável. Pelo que as campanhas de Adwords acabam por assumir um papel importante na nossa estratégia de marketing.

 

GC – Por que é que os produtos personalizados são tão bem recebidos pelos clientes?

DKToda a gente gosta de receber um presente. Se, além disso, for personalizado, passa a ser um objeto único, original e muito pessoal. Portanto, em termos de marketing, este ainda é um dos meios mais eficazes.

De acordo com um estudo da Promocional Products Association International (PPAI), os consumidores são mais favoráveis ​​a fazer uma compra depois de receber um produto promocional (20,9%), em comparação com os veem esse produto na publicidade impressa (13,4%), num anúncio de televisão (7,1%) ou online (4,6%). Além disso, mais de metade das pessoas que recebem brindes publicitários têm uma perceção positiva e favorável da empresa, em comparação com 33,2% das pessoas que veem um anúncio impresso, 27,7% no caso da TV e apenas 11,9% em anúncios online. Acho que está tudo dito.

 

GC – Como funciona o processo de compra e distribuição de brindes personalizados na Gift Campaign? O que é os distingue das outras empresas do sector?

DKUm dos aspetos mais distintivos do nosso sistema de vendas é que permite ao cliente solicitar o orçamento diretamente através do nosso site, sem qualquer intervenção humana, ou através do nosso serviço de atendimento ao cliente, caso queira receber uma amostra digital do produto personalizado com o logótipo da empresa. Assim que o cliente aprovar o orçamento e a prova de impressão que recebemos da fábrica, iniciamos a produção. Tão fácil quanto isto.

Uma das nossas principais prioridades consiste reduzir os prazos de entrega e, acima de tudo, em respeitar os prazos indicados ao cliente. Para isso, atualmente, trabalhamos com diferentes fornecedores de vários países (incluindo Portugal), que enviam os produtos diretamente ao cliente, eliminando algumas etapas intermediárias desnecessárias e com ganho de tempo em todo o processo.

 

GC – Qual é o perfil de cliente mais comum da Gift Campaign?

DKA maioria dos nossos clientes são pequenas e médias empresas, bem como instituições públicas e escolas. Também existem várias associações de diferentes áreas que nos contactam para personalizar os brindes que pensam distribuir nas suas ações ou eventos de marketing. No entanto, também trabalhamos com um número significativo de grandes empresas e agências de publicidade, que contam connosco para preparar o merchandising que oferecerão nas suas campanhas e eventos. Um sector menos representativo é o dos brindes personalizados para eventos pessoais importantes, como casamentos, comunhões, etc. Mas não é uma parte relevante do nosso volume de negócios.

 

GC – Que fatores devem ser considerados pelas empresas no momento de escolher brindes publicitários para oferecer a clientes?

DKHá uma pergunta básica que um diretor de marketing sempre deve fazer antes de comprar um brinde corporativo: se outra empresa me desse este brinde personalizado, que impressão causaria em mim? E depois é necessário avaliar se o artigo é funcional, ou seja, se será útil para o destinatário, para dar maior visibilidade à marca, durante um longo período de tempo.

Outro aspeto a ter em conta é a qualidade. Muitas empresas estão demasiado preocupadas em encontrar o brinde publicitário mais barato. E se é verdade que um brinde barato não é necessariamente mau, é essencial considerar outros fatores além do preço. Um produto de qualidade gera sempre uma boa impressão em quem o recebe. E acaba por gerar uma associação positiva e de confiança com a marca. 

Por último, é muito importante garantir que os produtos selecionados para o merchandising da empresa tenham alguma relação com o sector e com a mensagem e valores da empresa, ou com a imagem que se deseja transmitir. Caso contrário, será um investimento inútil para a empresa.

brindes personalizados

Publicidade

cervejas artesanais

Lidl lança cervejas artesanais

Epson

Epson é parceira do programa Smart Sustainable City da ONU