in ,

Nestlé lança embalagem de fórmula infantil que utiliza materiais renováveis de origem vegetal

A Nestlé vai introduzir novas tampas e colheres, feitas com mais de 65% de material renovável de origem vegetal, na sua gama de fórmulas infantis e leites de crescimento NAN.

Depois de ter anunciado a implementação desta nova embalagem na Bélgica e no Luxemburgo, a novidade já pode ser encontrada nos pontos de venda nacionais (retalhistas, farmácias e parafarmácias) desde março.

A Nestlé continua a quebrar as barreiras da ciência para oferecer soluções nutritivas às crianças e é com a mesma paixão e empenho que se torna pioneira na criação de uma embalagem segura para estas e para o nosso planeta”, afirma Thierry Philardeau, diretor da Unidade Estratégica de Nutrição Infantil da Nestlé. “As famílias confiam em nós para as apoiarmos nos primeiros mil dias de vida do bebé, um período fundamental para construir um futuro mais saudável e próspero, e estamos orgulhosos por ser a primeira marca global a oferecer soluções que potenciam o uso de materiais renováveis”.

 

Embalagem feita de cana-de-açúcar

A embalagem “tem um papel fundamental na garantia da qualidade e da segurança, valores primordiais para a Nestlé“, afirma a multinacional no comunicado enviado para a redação. Como tal, estabeleceu-se como objetivo reinventar a embalagem de NAN para maximizar o uso de materiais renováveis, sem comprometer a segurança ou a qualidade do produto.

As tampas e colheres vão passar, agora, a ser feitas com mais de 65% ou 95% de cana-de-açúcar, respetivamente, proporcionando o mesmo nível de frescura e permitindo a correta medição de porções, tal como acontecia anteriormente. Os elementos de plástico e a lata são concebidos para serem totalmente recicláveis.

Todas as famílias querem que as suas crianças cresçam saudáveis e felizes e a nutrição é uma peça muito importante desse puzzle, mas, para além disso, o futuro das nossas crianças também depende do futuro do nosso planeta”, refere Elisa Riboldi, BEO Nutrição Infantil Portugal. “Com a introdução de materiais renováveis de origem vegetal nas nossas embalagens, estamos a dar vida ao nosso propósito de desenvolvermos o poder da alimentação para melhorar a qualidade de vida de todos, hoje e para as gerações futuras”.

 

Materiais renováveis de origem vegetal

Os fornecedores da Nestlé garantem a sustentabilidade da cana-de-açúcar, enquanto matéria-prima, e têm vindo a colaborar com parceiros para assegurar que os métodos usados no seu processamento, aquando da sua colheita, são os melhores.

As tampas e colheres contêm resina de plástico que provém do etanol, derivado do açúcar, que não é utilizado para fins alimentares e que é, desta forma, reaproveitado para que não seja desperdiçado no processo de transformação da cana de açúcar. A biomassa residual é posteriormente utilizada como biocombustível e fertilizante natural para o cultivo da cana de açúcar.

O material renovável de origem vegetal obtido através deste processo tem a mesma integridade do plástico tradicional, anteriormente utilizado, e é também concebido para ser reciclável.

Publicidade

empresas

Crédito y Caución prevê a recuperação económica de Marrocos em 2021

vendas da Reckitt Benckiser

Vendas da Reckitt descem 1,1%