Nestlé
in

Nestlé cria mercado para plásticos reciclados de qualidade alimentar

A Nestlé anunciou um investimento até dois mil milhões de francos suíços (1.862 milhões de euros) para liderar a mudança na utilização de plásticos virgens para plásticos reciclados de qualidade alimentar e acelerar o desenvolvimento de soluções inovadoras de embalagens sustentáveis.

Com base no seu compromisso, assumido em 2018, de tornar 100% das suas embalagens recicláveis ou reutilizáveis até 2025, a Nestlé reduzirá para um terço a sua utilização de plásticos virgens, neste mesmo período, enquanto trabalha com outras entidades para promover a economia circular e encetar esforços para limpar os resíduos plásticos dos oceanos, lagos e rios.

A qualidade e a segurança dos alimentos são fundamentais e as embalagens desempenham um papel importante para assegurar estas duas premissas. A maioria dos plásticos é difícil de reciclar para o fabrico de embalagens de alimentos, levando a um fornecimento limitado de plásticos reciclados com qualidade alimentar. Assim, no sentido de criar um mercado para estes plásticos, a Nestlé está comprometida em fornecer até dois milhões de toneladas métricas de plásticos reciclados, para utilização alimentar, e alocar mais de 1.500 milhões de francos suíços (1.396 milhões de euros) para pagar um prémio por esses materiais, medidas que serão implementadas com efeitos imediatos e até 2025. A Nestlé procurará eficiências operacionais para manter neutros os ganhos resultantes desta iniciativa.

A inovação em embalagens, incluindo novos materiais, sistemas de recarga e soluções de reciclagem, é outro desafio importante no caminho para um futuro sem desperdício. Complementar à sua pesquisa interna, desenvolvida através do Nestlé Institute of Packaging Sciences, a companhia lançará também um fundo de empreendedorismo para o desenvolvimento de embalagens sustentáveis, no montante de 250 milhões de francos suíços (233 milhões de euros), para investir em empresas startup que se concentrem nessas áreas de pesquisa e desenvolvimento.

Essas duas iniciativas complementam os principais esforços da Nestlé na pesquisa, no fornecimento e no fabrico para tornar as suas embalagens recicláveis ou reutilizáveis e contribuir para atingir o seu objetivo de zero emissões líquidas de gases com efeito de estufa até 2050. Como parte do compromisso assumido pela Nestlé em relação as embalagens, e no sentido de aumentar a sua transparência, continuará a delinear outras iniciativas e fornecerá atualizações regulares sobre os seus progressos. “Nenhum plástico deve terminar em aterro ou como lixo“, afirma Mark Schneider, CEO da Nestlé. “Tornar o plástico reciclado seguro para alimentos é um enorme desafio para a nossa indústria. É por isso que, além de minimizar o uso de plásticos e recolher resíduos, queremos fechar o ciclo e tornar mais plásticos infinitamente recicláveis. Estamos a tomar medidas ousadas para criar um mercado mais amplo para os plásticos reciclados de qualidade alimentar e impulsionar a inovação na indústria das embalagens. Convidamos outras entidades a juntarem-se a nós nesta jornada”.

Mercado global de computadores retorna a números positivos após 7 anos de queda

incumprimento

Portugal mantém um dos níveis mais elevados de insolvências